Abstract

Zooficções é uma coletânea de breves ensaios muito devedores das postulações teóricas e filosóficas dos Animal Studies e que visam delinear uma cartografia crítica das representações do animal (humano e não humano) na narrativa portuguesa dos séculos XX e XXI.
A omnipresença do animal na literatura reconduz às suas mais remotas origens, no entanto essa presença foi sendo, ao longo dos tempos, ofuscada ou deturpada por uma redutora visão antropocêntrica que sempre teve tendência a definir a relação entre o homem e o animal mais em termos de rutura do que de intermediação. Todavia, a partir de meados do século XX, esse olhar especista e antropocêntrico sobre o animal foi-se transformando, tanto no plano teórico e ideológico, como no da própria criação. Pouco a pouco o animal literário foi deixando de ser apenas arquétipo simbólico ou alegoria do humano, como acontecia na fábula tradicional, para se transformar num sujeito dotado de subjetividade e de ontologia própria. Paralelamente esta nova apreensão da animalidade, também as relações entre humanos e não-humanos têm vindo a evoluir de acordo com um cada vez mais insistente apagamento dos limites que desde sempre os separaram, passando-se da clássica humanização do animal à bestialização do homem, um homem que cada vez mais tende a interrogar a sua própria animalidade.
São estas complexas e controversas questões em torno do binómio humanidade / animalidade que constituem o fio condutor dos estudos que compõem este volume, composto pelas seguintes secções: um prefácio da autoria do Professor Doutor Paulo Alexandre Pereira (Universidade de Aveiro); um preâmbulo, esclarecendo a inscrição epistemológica no campo dos animal studies; uma introdução geral, expondo uma breve arqueologia crítica e diacrónica do conceito de animal(idade); um conjunto de nove textos crítico-interpretativos, incidindo sobre as obras de alguns dos autores mais significativos no contexto da ficção animalista portuguesa e recobrindo um arco temporal que se estende de inícios do século XX até à atualidade; e, por último, as considerações finais, reunidas num texto teórico no qual se esboça um panorama analítico-descritivo das figurações do animal e da animalidade na ficção portuguesa contemporânea.
Original languagePortuguese
Place of PublicationLisboa
PublisherIELT
Number of pages141
ISBN (Electronic) 9789899976108
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Humanidade
  • Animalidade
  • Animal
  • Animal studies

Cite this