Xenofonte e os seus romances: romance histórico antes do tempo?

Research output: Contribution to conferenceAbstractpeer-review

Abstract

Muito provavelmente, o primeiro nome em que pensamos ao falar de romance histórico é o de Walter Scott, cuja influência em vários escritores europeus é conhecida. Há, contudo, aqueles que defendem que este género terá começado antes dele, entre finais do século XVII e inícios do XVIII. E, a acreditarmos em George Saintsbury, já na Ciropedia, de Xenofonte, encontramos as primeiras características deste género. Não é fácil definir Xenofonte como
escritor, dada a variedade de temas sobre os quais escreveu, como filosofia e história, administração da propriedade ou caça. As suas Helénicas pretendiam ser a continuação da História da Guerra do Peloponeso, de Tucídides, embora os estilos de ambos fossem totalmente diferentes. Mas não podemos afirmar que a Ciropedia e a Anábase são obras de carácter histórico, embora os factos, os povos e as figuras que trata sejam reais. No entanto, as suas descrições e a atenção concedida a certos aspectos da sua personalidade estão muito afastados da história. O objectivo desta comunicação é centrar-se nestes dois romances – Ciropedia e Anábase – para ver se podem ser considerados romances
históricos.
Original languagePortuguese
Pages9-10
Number of pages2
Publication statusPublished - 2020
EventInternational Conference Historical Fiction, Fictional History, and Historical Reality - NOVA FCSH, Lisboa, Portugal
Duration: 5 Mar 20207 Mar 2020
https://historicalnovelconferencelisbon2020.wordpress.com/

Conference

ConferenceInternational Conference Historical Fiction, Fictional History, and Historical Reality
CountryPortugal
CityLisboa
Period5/03/207/03/20
Internet address

Cite this