“Vamos fazer - nos ouvir”: Ativismo climático de crianças na floresta local

C. Rios, Alison Neilson, Isabel Menezes

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

1 Downloads (Pure)

Abstract

Este estudo visa compreender a potencialidade de dispositivos participativos no ativismo de crianças, procurando perceber como problematizam e como intervêm em questões ambientais da floresta local. Envolveu, durante três meses consecutivos, 22 crianças com dez anos do 4.º ano do 1.º ciclo do ensino básico em momentos de participação, numa lógica de ação-reflexão. Com base numa abordagem de perfil comunitário, as crianças investigaram a floresta local e foram implicadas num processo de exploração dos problemas e de identificação de soluções para as questões que identificaram como pertinentes. Os dados foram recolhidos através de vários dispositivos: diários de bordo, desenhos e projetos elaborados pelas crianças; fotografias, vídeos do processo, e notas de terreno da investigadora contendo registos de discussões conjuntas com as crianças e de conversas informais com familiares; e entrevistas semiestruturadas com as professoras. A análise revela as crianças como agentes ambientais com práticas ativistas, por exemplo, ações coletivas que desenvolveram na floresta, a solicitação de parcerias na comunidade para a resolução de problemas ambientais locais e a organização de uma manifestação na comunidade, para se fazerem ouvir. A aprendizagem na floresta não só promoveu uma tomada de consciência por parte das crianças, designadamente a respeito do impacto da visão dominante antropocêntrica na sustentabilidade, como também as motivou a pôr em prática o seu ativismo ambiental.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)1-26
Number of pages26
JournalEducação, Sociedade & Culturas
Volume62
DOIs
Publication statusPublished - 2022

Keywords

  • Consciência ambiental
  • Agência ambiental
  • Ativismo ambiental
  • Participação

Cite this