Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

17 Downloads (Pure)

Abstract

Vista fora de contexto, a atividade de Marcos Portugal no Brasil, entre 1811 e 1830, parece algo antiquada. Contudo é precisamente o seu contexto que determinou prioridades que pertenciam, de facto, a outro mundo noutro tempo. Em 1815, quando foi promulgada a elevação do Brasil a Reino, em pé de igualdade com Portugal e os Algarves(criando assim um Reino Unido constituído por estes três territórios), a corte portuguesa,onde trabalhava o compositor, encontrava-se deslocada não só no espaço (‚exilada‛ da Europa), mas, para todos os devidos efeitos, também no tempo, vivendo e reforçando constantemente uma existência absolutista pré-Revolução Francesa numa época pós napoleónica. Este texto procura identificar mais exatamente algumas das características desta corte, incluindo alguns aspetos da música no Rio de Janeiro deste tempo, e como a atividade de Marcos Portugal se encaixava dentro deste ambiente. 
Taken out of context, the activity of Marcos Portugal in Brazil, between 1811and 1830 seems rather behind the times. However, it is precisely his context that determined priorities that do indeed belong to another world in another age. In 1815, when the raising of Brazil to the status of kingdom was announced, placing it on an equal footing with Portugal and the Algarves (in a United Kingdom made up of the three territories), the Portuguese court, where the composer worked, was out of place not only in terms of space (‘exiled’ from Europe), but also, to all intents and purposes, in terms of time, living and constantly reinforcing an absolutist existence belonging to before the French Revolution but in a post-Napoleonic age. This text seeks to identify more exactly some of the characteristics of this court, including certain aspects of the music in Rio de Janeiro at this time, and how the activity of Marcos Portugal fits into this setting.
Original languagePortuguese
Title of host publicationMúsica, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido
EditorsRuthe Zoboli Pocebon
Place of PublicationLisboa
PublisherCESEM, Caravelas
Pages11-40
Number of pages29
ISBN (Electronic)978-989-97732-7-1
Publication statusPublished - 2016
EventCongresso Internacional “Música, cultura e identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido - Universidade de S. Paulo, S. Paulo, Brazil
Duration: 25 Nov 201527 Nov 2015
http://www.caravelas.com.pt/Congresso_Caravelas_Reino_Unido.html

Conference

ConferenceCongresso Internacional “Música, cultura e identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido
CountryBrazil
CityS. Paulo
Period25/11/1527/11/15
Internet address

Keywords

  • Marcos Portugal
  • Corte portuguesa
  • Rio de Janeiro
  • D. João VI
  • Portuguese court
  • King João VI

Cite this

Cranmer, D. J. (2016). Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal. In R. Z. Pocebon (Ed.), Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido (pp. 11-40). Lisboa: CESEM, Caravelas.
Cranmer, David John. / Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal. Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido. editor / Ruthe Zoboli Pocebon. Lisboa : CESEM, Caravelas, 2016. pp. 11-40
@inproceedings{1c3acaee51ea4015ad5c7089f0c7330b,
title = "Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal",
abstract = "Vista fora de contexto, a atividade de Marcos Portugal no Brasil, entre 1811 e 1830, parece algo antiquada. Contudo {\'e} precisamente o seu contexto que determinou prioridades que pertenciam, de facto, a outro mundo noutro tempo. Em 1815, quando foi promulgada a eleva{\cc}{\~a}o do Brasil a Reino, em p{\'e} de igualdade com Portugal e os Algarves(criando assim um Reino Unido constitu{\'i}do por estes tr{\^e}s territ{\'o}rios), a corte portuguesa,onde trabalhava o compositor, encontrava-se deslocada n{\~a}o s{\'o} no espa{\cc}o (‚exilada‛ da Europa), mas, para todos os devidos efeitos, tamb{\'e}m no tempo, vivendo e refor{\cc}ando constantemente uma exist{\^e}ncia absolutista pr{\'e}-Revolu{\cc}{\~a}o Francesa numa {\'e}poca p{\'o}s napole{\'o}nica. Este texto procura identificar mais exatamente algumas das caracter{\'i}sticas desta corte, incluindo alguns aspetos da m{\'u}sica no Rio de Janeiro deste tempo, e como a atividade de Marcos Portugal se encaixava dentro deste ambiente. Taken out of context, the activity of Marcos Portugal in Brazil, between 1811and 1830 seems rather behind the times. However, it is precisely his context that determined priorities that do indeed belong to another world in another age. In 1815, when the raising of Brazil to the status of kingdom was announced, placing it on an equal footing with Portugal and the Algarves (in a United Kingdom made up of the three territories), the Portuguese court, where the composer worked, was out of place not only in terms of space (‘exiled’ from Europe), but also, to all intents and purposes, in terms of time, living and constantly reinforcing an absolutist existence belonging to before the French Revolution but in a post-Napoleonic age. This text seeks to identify more exactly some of the characteristics of this court, including certain aspects of the music in Rio de Janeiro at this time, and how the activity of Marcos Portugal fits into this setting.",
keywords = "Marcos Portugal, Corte portuguesa, Rio de Janeiro, D. Jo{\~a}o VI, Portuguese court, King Jo{\~a}o VI",
author = "Cranmer, {David John}",
year = "2016",
language = "Portuguese",
pages = "11--40",
editor = "Pocebon, {Ruthe Zoboli}",
booktitle = "M{\'u}sica, Cultura e Identidade no bicenten{\'a}rio da eleva{\cc}{\~a}o do Brasil a Reino Unido",
publisher = "CESEM, Caravelas",

}

Cranmer, DJ 2016, Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal. in RZ Pocebon (ed.), Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido. CESEM, Caravelas, Lisboa, pp. 11-40, Congresso Internacional “Música, cultura e identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido, S. Paulo, Brazil, 25/11/15.

Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal. / Cranmer, David John.

Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido. ed. / Ruthe Zoboli Pocebon. Lisboa : CESEM, Caravelas, 2016. p. 11-40.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal

AU - Cranmer, David John

PY - 2016

Y1 - 2016

N2 - Vista fora de contexto, a atividade de Marcos Portugal no Brasil, entre 1811 e 1830, parece algo antiquada. Contudo é precisamente o seu contexto que determinou prioridades que pertenciam, de facto, a outro mundo noutro tempo. Em 1815, quando foi promulgada a elevação do Brasil a Reino, em pé de igualdade com Portugal e os Algarves(criando assim um Reino Unido constituído por estes três territórios), a corte portuguesa,onde trabalhava o compositor, encontrava-se deslocada não só no espaço (‚exilada‛ da Europa), mas, para todos os devidos efeitos, também no tempo, vivendo e reforçando constantemente uma existência absolutista pré-Revolução Francesa numa época pós napoleónica. Este texto procura identificar mais exatamente algumas das características desta corte, incluindo alguns aspetos da música no Rio de Janeiro deste tempo, e como a atividade de Marcos Portugal se encaixava dentro deste ambiente. Taken out of context, the activity of Marcos Portugal in Brazil, between 1811and 1830 seems rather behind the times. However, it is precisely his context that determined priorities that do indeed belong to another world in another age. In 1815, when the raising of Brazil to the status of kingdom was announced, placing it on an equal footing with Portugal and the Algarves (in a United Kingdom made up of the three territories), the Portuguese court, where the composer worked, was out of place not only in terms of space (‘exiled’ from Europe), but also, to all intents and purposes, in terms of time, living and constantly reinforcing an absolutist existence belonging to before the French Revolution but in a post-Napoleonic age. This text seeks to identify more exactly some of the characteristics of this court, including certain aspects of the music in Rio de Janeiro at this time, and how the activity of Marcos Portugal fits into this setting.

AB - Vista fora de contexto, a atividade de Marcos Portugal no Brasil, entre 1811 e 1830, parece algo antiquada. Contudo é precisamente o seu contexto que determinou prioridades que pertenciam, de facto, a outro mundo noutro tempo. Em 1815, quando foi promulgada a elevação do Brasil a Reino, em pé de igualdade com Portugal e os Algarves(criando assim um Reino Unido constituído por estes três territórios), a corte portuguesa,onde trabalhava o compositor, encontrava-se deslocada não só no espaço (‚exilada‛ da Europa), mas, para todos os devidos efeitos, também no tempo, vivendo e reforçando constantemente uma existência absolutista pré-Revolução Francesa numa época pós napoleónica. Este texto procura identificar mais exatamente algumas das características desta corte, incluindo alguns aspetos da música no Rio de Janeiro deste tempo, e como a atividade de Marcos Portugal se encaixava dentro deste ambiente. Taken out of context, the activity of Marcos Portugal in Brazil, between 1811and 1830 seems rather behind the times. However, it is precisely his context that determined priorities that do indeed belong to another world in another age. In 1815, when the raising of Brazil to the status of kingdom was announced, placing it on an equal footing with Portugal and the Algarves (in a United Kingdom made up of the three territories), the Portuguese court, where the composer worked, was out of place not only in terms of space (‘exiled’ from Europe), but also, to all intents and purposes, in terms of time, living and constantly reinforcing an absolutist existence belonging to before the French Revolution but in a post-Napoleonic age. This text seeks to identify more exactly some of the characteristics of this court, including certain aspects of the music in Rio de Janeiro at this time, and how the activity of Marcos Portugal fits into this setting.

KW - Marcos Portugal

KW - Corte portuguesa

KW - Rio de Janeiro

KW - D. João VI

KW - Portuguese court

KW - King João VI

M3 - Conference contribution

SP - 11

EP - 40

BT - Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido

A2 - Pocebon, Ruthe Zoboli

PB - CESEM, Caravelas

CY - Lisboa

ER -

Cranmer DJ. Uma corte deslocada e a figura de Marcos Portugal. In Pocebon RZ, editor, Música, Cultura e Identidade no bicentenário da elevação do Brasil a Reino Unido. Lisboa: CESEM, Caravelas. 2016. p. 11-40