Uma aproximação ao espaço vivencial da Casa dos Bicos: a cultura material de um contexto de lixeira da primeira metade do século XVIII

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

O século XVI foi uma época de reforma do espaço urbano lisboeta, através da construção de edifícios de grandes dimen-sões, aptos a apoiar as mais variadas actividades do comércio ultramarino e a enobrecer o poder real. Estas obras espelharam a importância da ligação da cidade ao rio, deslocando o centro político e económico da capital para o espaço ribeirinho. Ao mesmo tempo assistiu-se a um importante aumento da construção de espaços habitacionais aristocráticos, nesta nova área de poder, entre os quais a Casa dos Bicos. Entre 1981/1982, a Casa dos Bicos foi alvo de intervenções arqueológicas com o objectivo de adaptar o edifício a um dos cinco núcleos da XVII Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura. Neste âmbito foi recuperado um número significativo de artefactos colocando-se a descoberto uma parcela do piso original da sala central da loja da casa quinhentista, vestígios do alçado traseiro, para além das demais fachadas da loja e sobreloja, que haviam resistido ao terramoto de 1755. Estas escavações foram aprofundadas em 2010, numa nova fase de trabalhos arqueológicos para albergar a Fundação José Saramago. Com a presente comunicação e através da revisão dos dados da escavação, da análise de fontes escritas e do estudo dos materiais, procuraremos dar um primeiro contributo ao estudo da organização funcional e espacial da Casa, integrando a cultura material no seu espaço vivencia.

The 16th century was a period of reforms in Lisbon’s urban space which materialized in the construction of buildings of great dimensions, able to support the different activities associated with the overseas trade and value the royal power. These buildings reflected the importance of connecting the city to the river, relocating the political and economic Lisbon centre to the riverfront area. At the same time there was a significant increase in the construction of aristocratic residences, including the Casa dos Bicos. Between 1981/1982, the Casa dos Bicos was excavated to adapt the building into one of the five exhibition centres of the XVII European Exhibition of Art Science and Culture. An important number of artefacts were recovered, and a portion of the original floor of the central room of the store of the 16th century house was uncovered as were other fronts of the store and mezzanine floor, which survived the 1755 earthquake. Once again, in 2010, new excavations were made in order to house the José Saramago Foundation.With this paper, and through the review of the excavation data, the analysis of written sources and the study of the artefacts, we intent to make a preliminary contribution to the study of the house functional and spatial organization, integrating the material culture in its living space.
Original languagePortuguese
Title of host publicationI Encontro de Arqueologia de Lisboa
Subtitle of host publicationUma Cidade em Escavação(Teatro Aberto, 26, 27 e 28 de Nov. de 2015
EditorsAna Caessa, Cristina Nozes, Isabel Cameira, Rodrigo Banha da Silva
Place of PublicationLisboa
PublisherCAL/DPC/DMC/CML
Pages367-385
Number of pages18
ISBN (Print)978-972-8543-45-7, 978-972-8543-46-4
Publication statusPublished - 2017
EventI Encontro de Arqueologia de Lisboa: Uma cidade em escavação - Teatro Aberto, Lisboa, Portugal
Duration: 26 Nov 201527 Nov 2015

Conference

ConferenceI Encontro de Arqueologia de Lisboa
CountryPortugal
CityLisboa
Period26/11/1527/11/15

Keywords

  • Casa dos Bicos
  • Lixeira
  • Arquitectura
  • Cultura material
  • Idade Moderna
  • Early-modern period
  • Material culture
  • Lisbon
  • Lisboa
  • Architecture

Cite this

Coelho, I. P., Silva, T., & Teixeira, A. (2017). Uma aproximação ao espaço vivencial da Casa dos Bicos: a cultura material de um contexto de lixeira da primeira metade do século XVIII. In A. Caessa, C. Nozes, I. Cameira, & R. B. D. Silva (Eds.), I Encontro de Arqueologia de Lisboa: Uma Cidade em Escavação(Teatro Aberto, 26, 27 e 28 de Nov. de 2015 (pp. 367-385). Lisboa: CAL/DPC/DMC/CML.