Tutankhamon em Portugal (1923-1926)

Da superstição ao ensaio académico ou os percursos que vão da «maldição da múmia» ao Hino a Aton

Susana Mota, José das Candeias Sales

Research output: Contribution to journalArticle

6 Downloads (Pure)

Abstract

A descoberta do túmulo de Tutankhamon, em 1922, foi noticiada pela imprensa internacional de todo o mundo, incluindo Portugal. Quer a imprensa (valorizando a tese supersticiosa da «maldição da múmia»), quer a publicação do romance policial A Profecia ou O Mistério da Morte de Tut-Ank-Amon, da autoria de Fernando de Carvalho Henriques (que constitui o primeiro romance publicado a nível internacional inspirado na grande descoberta arqueológica egípcia), quer ainda os ensaios académicos de Humberto Pinto de Lima na revista Diónysos (que incluem a primeira tradução para português do Hino a Aton) demonstram como foi rececionado entre nós, entre 1923 e 1926, o fabuloso achado arqueológico egípcio.
Original languagePortuguese
Pages (from-to) 221-252
Number of pages31
JournalHistória: Revista da FLUP
Volume8
Issue number2
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Tutankhamon
  • Imprensa
  • Literatura de ficção
  • Conhecimento científico.

Cite this

@article{7db57c03bfaf4c538c43ea5263be10ca,
title = "Tutankhamon em Portugal (1923-1926): Da supersti{\cc}{\~a}o ao ensaio acad{\'e}mico ou os percursos que v{\~a}o da «maldi{\cc}{\~a}o da m{\'u}mia» ao Hino a Aton",
abstract = "A descoberta do t{\'u}mulo de Tutankhamon, em 1922, foi noticiada pela imprensa internacional de todo o mundo, incluindo Portugal. Quer a imprensa (valorizando a tese supersticiosa da «maldi{\cc}{\~a}o da m{\'u}mia»), quer a publica{\cc}{\~a}o do romance policial A Profecia ou O Mist{\'e}rio da Morte de Tut-Ank-Amon, da autoria de Fernando de Carvalho Henriques (que constitui o primeiro romance publicado a n{\'i}vel internacional inspirado na grande descoberta arqueol{\'o}gica eg{\'i}pcia), quer ainda os ensaios acad{\'e}micos de Humberto Pinto de Lima na revista Di{\'o}nysos (que incluem a primeira tradu{\cc}{\~a}o para portugu{\^e}s do Hino a Aton) demonstram como foi rececionado entre n{\'o}s, entre 1923 e 1926, o fabuloso achado arqueol{\'o}gico eg{\'i}pcio.",
keywords = "Tutankhamon, Imprensa, Literatura de fic{\cc}{\~a}o, Conhecimento cient{\'i}fico.",
author = "Susana Mota and {das Candeias Sales}, Jos{\'e}",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147248/PT# UID/HIS/04666/2013",
year = "2018",
doi = "10.21747/0871164X/hist8_2oe1",
language = "Portuguese",
volume = "8",
pages = "221--252",
journal = "Hist{\'o}ria: Revista da FLUP",
issn = "0871-164X",
publisher = "Universidade do Porto, Faculdade de Letras",
number = "2",

}

Tutankhamon em Portugal (1923-1926) : Da superstição ao ensaio académico ou os percursos que vão da «maldição da múmia» ao Hino a Aton. / Mota, Susana; das Candeias Sales, José.

In: História: Revista da FLUP, Vol. 8, No. 2, 2018, p. 221-252.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - Tutankhamon em Portugal (1923-1926)

T2 - Da superstição ao ensaio académico ou os percursos que vão da «maldição da múmia» ao Hino a Aton

AU - Mota, Susana

AU - das Candeias Sales, José

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147248/PT# UID/HIS/04666/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - A descoberta do túmulo de Tutankhamon, em 1922, foi noticiada pela imprensa internacional de todo o mundo, incluindo Portugal. Quer a imprensa (valorizando a tese supersticiosa da «maldição da múmia»), quer a publicação do romance policial A Profecia ou O Mistério da Morte de Tut-Ank-Amon, da autoria de Fernando de Carvalho Henriques (que constitui o primeiro romance publicado a nível internacional inspirado na grande descoberta arqueológica egípcia), quer ainda os ensaios académicos de Humberto Pinto de Lima na revista Diónysos (que incluem a primeira tradução para português do Hino a Aton) demonstram como foi rececionado entre nós, entre 1923 e 1926, o fabuloso achado arqueológico egípcio.

AB - A descoberta do túmulo de Tutankhamon, em 1922, foi noticiada pela imprensa internacional de todo o mundo, incluindo Portugal. Quer a imprensa (valorizando a tese supersticiosa da «maldição da múmia»), quer a publicação do romance policial A Profecia ou O Mistério da Morte de Tut-Ank-Amon, da autoria de Fernando de Carvalho Henriques (que constitui o primeiro romance publicado a nível internacional inspirado na grande descoberta arqueológica egípcia), quer ainda os ensaios académicos de Humberto Pinto de Lima na revista Diónysos (que incluem a primeira tradução para português do Hino a Aton) demonstram como foi rececionado entre nós, entre 1923 e 1926, o fabuloso achado arqueológico egípcio.

KW - Tutankhamon

KW - Imprensa

KW - Literatura de ficção

KW - Conhecimento científico.

U2 - 10.21747/0871164X/hist8_2oe1

DO - 10.21747/0871164X/hist8_2oe1

M3 - Article

VL - 8

SP - 221

EP - 252

JO - História: Revista da FLUP

JF - História: Revista da FLUP

SN - 0871-164X

IS - 2

ER -