Tomo-GPU: Um Ambiente de Resolução de Problemas Destinado à Análise de Dados Tomográficos Relativos à Caracterização Estrutural de Materiais

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

A caracterização micro-estrutural de materiais compósitos utiliza a tomografia de raios X para capturar informação sobre as características internas das amostras, de forma a elucidar o investigador sobre as suas propriedades intrínsecas. Os dados tomográficos em bruto carecem de processamento mediante diversas operações computacionais, que começam pela eliminação de ruído e outros artefactos. A experiência adquirida pelos autores mostrou que, em alguns casos, o tempo de processamento é muito longo, não sendo igualmente fácil para um cientista de materiais interagir com o programa de forma a definir os parâmetros de computação mais adequados e uma sequência correta de operações. Este artigo descreve um ambiente de resolução de problemas chamado Tomo-GPU dedicado especificamente à área da tomografia e que será executado num computador de secretária que inclui um ou mais GPGPUs. O Tomo-GPU pretende explorar uma configuração hardware em que a um CPU multi-core tradicional se adicionam as capacidades de processamento de um ou mais GPUs para conseguir, mesmo com grandes volumes de dados, tempos de execução suficientemente curtos para permitir uma utilização interactiva. Uma das principais contribuições do trabalho será o suporte de uma hierarquia de memória com três níveis, em que além dos níveis disco e RAM tradicionalmente usados na chamada computação out-of-core, se acrescenta a memória do(s) GPU(s). O trabalho encontra-se em fase de desenvolvimento, tendo sido já implementado um conjunto de funcionalidades relacionadas com o tratamento dos dados e a sua visualização.
Original languageUnknown
Pages (from-to)NONE
JournalRevista de Ciências da Computação . Universidade Aberta
Volume5
Issue numberNA
Publication statusPublished - 1 Jan 2010

Cite this

@article{a9e05ce426394f94b369c98f4bb82f9c,
title = "Tomo-GPU: Um Ambiente de Resolu{\cc}{\~a}o de Problemas Destinado {\`a} An{\'a}lise de Dados Tomogr{\'a}ficos Relativos {\`a} Caracteriza{\cc}{\~a}o Estrutural de Materiais",
abstract = "A caracteriza{\cc}{\~a}o micro-estrutural de materiais comp{\'o}sitos utiliza a tomografia de raios X para capturar informa{\cc}{\~a}o sobre as caracter{\'i}sticas internas das amostras, de forma a elucidar o investigador sobre as suas propriedades intr{\'i}nsecas. Os dados tomogr{\'a}ficos em bruto carecem de processamento mediante diversas opera{\cc}{\~o}es computacionais, que come{\cc}am pela elimina{\cc}{\~a}o de ru{\'i}do e outros artefactos. A experi{\^e}ncia adquirida pelos autores mostrou que, em alguns casos, o tempo de processamento {\'e} muito longo, n{\~a}o sendo igualmente f{\'a}cil para um cientista de materiais interagir com o programa de forma a definir os par{\^a}metros de computa{\cc}{\~a}o mais adequados e uma sequ{\^e}ncia correta de opera{\cc}{\~o}es. Este artigo descreve um ambiente de resolu{\cc}{\~a}o de problemas chamado Tomo-GPU dedicado especificamente {\`a} {\'a}rea da tomografia e que ser{\'a} executado num computador de secret{\'a}ria que inclui um ou mais GPGPUs. O Tomo-GPU pretende explorar uma configura{\cc}{\~a}o hardware em que a um CPU multi-core tradicional se adicionam as capacidades de processamento de um ou mais GPUs para conseguir, mesmo com grandes volumes de dados, tempos de execu{\cc}{\~a}o suficientemente curtos para permitir uma utiliza{\cc}{\~a}o interactiva. Uma das principais contribui{\cc}{\~o}es do trabalho ser{\'a} o suporte de uma hierarquia de mem{\'o}ria com tr{\^e}s n{\'i}veis, em que al{\'e}m dos n{\'i}veis disco e RAM tradicionalmente usados na chamada computa{\cc}{\~a}o out-of-core, se acrescenta a mem{\'o}ria do(s) GPU(s). O trabalho encontra-se em fase de desenvolvimento, tendo sido j{\'a} implementado um conjunto de funcionalidades relacionadas com o tratamento dos dados e a sua visualiza{\cc}{\~a}o.",
author = "Medeiros, {Pedro Ab{\'i}lio Duarte de} and Velhinho, {Alexandre Jos{\'e} da Costa} and Lopes, {Adriano Martins}",
year = "2010",
month = "1",
day = "1",
language = "Unknown",
volume = "5",
pages = "NONE",
journal = "Revista de Ci{\^e}ncias da Computa{\cc}{\~a}o . Universidade Aberta",
issn = "1646-6330",
publisher = "Universidade Aberta",
number = "NA",

}

TY - JOUR

T1 - Tomo-GPU: Um Ambiente de Resolução de Problemas Destinado à Análise de Dados Tomográficos Relativos à Caracterização Estrutural de Materiais

AU - Medeiros, Pedro Abílio Duarte de

AU - Velhinho, Alexandre José da Costa

AU - Lopes, Adriano Martins

PY - 2010/1/1

Y1 - 2010/1/1

N2 - A caracterização micro-estrutural de materiais compósitos utiliza a tomografia de raios X para capturar informação sobre as características internas das amostras, de forma a elucidar o investigador sobre as suas propriedades intrínsecas. Os dados tomográficos em bruto carecem de processamento mediante diversas operações computacionais, que começam pela eliminação de ruído e outros artefactos. A experiência adquirida pelos autores mostrou que, em alguns casos, o tempo de processamento é muito longo, não sendo igualmente fácil para um cientista de materiais interagir com o programa de forma a definir os parâmetros de computação mais adequados e uma sequência correta de operações. Este artigo descreve um ambiente de resolução de problemas chamado Tomo-GPU dedicado especificamente à área da tomografia e que será executado num computador de secretária que inclui um ou mais GPGPUs. O Tomo-GPU pretende explorar uma configuração hardware em que a um CPU multi-core tradicional se adicionam as capacidades de processamento de um ou mais GPUs para conseguir, mesmo com grandes volumes de dados, tempos de execução suficientemente curtos para permitir uma utilização interactiva. Uma das principais contribuições do trabalho será o suporte de uma hierarquia de memória com três níveis, em que além dos níveis disco e RAM tradicionalmente usados na chamada computação out-of-core, se acrescenta a memória do(s) GPU(s). O trabalho encontra-se em fase de desenvolvimento, tendo sido já implementado um conjunto de funcionalidades relacionadas com o tratamento dos dados e a sua visualização.

AB - A caracterização micro-estrutural de materiais compósitos utiliza a tomografia de raios X para capturar informação sobre as características internas das amostras, de forma a elucidar o investigador sobre as suas propriedades intrínsecas. Os dados tomográficos em bruto carecem de processamento mediante diversas operações computacionais, que começam pela eliminação de ruído e outros artefactos. A experiência adquirida pelos autores mostrou que, em alguns casos, o tempo de processamento é muito longo, não sendo igualmente fácil para um cientista de materiais interagir com o programa de forma a definir os parâmetros de computação mais adequados e uma sequência correta de operações. Este artigo descreve um ambiente de resolução de problemas chamado Tomo-GPU dedicado especificamente à área da tomografia e que será executado num computador de secretária que inclui um ou mais GPGPUs. O Tomo-GPU pretende explorar uma configuração hardware em que a um CPU multi-core tradicional se adicionam as capacidades de processamento de um ou mais GPUs para conseguir, mesmo com grandes volumes de dados, tempos de execução suficientemente curtos para permitir uma utilização interactiva. Uma das principais contribuições do trabalho será o suporte de uma hierarquia de memória com três níveis, em que além dos níveis disco e RAM tradicionalmente usados na chamada computação out-of-core, se acrescenta a memória do(s) GPU(s). O trabalho encontra-se em fase de desenvolvimento, tendo sido já implementado um conjunto de funcionalidades relacionadas com o tratamento dos dados e a sua visualização.

M3 - Article

VL - 5

SP - NONE

JO - Revista de Ciências da Computação . Universidade Aberta

JF - Revista de Ciências da Computação . Universidade Aberta

SN - 1646-6330

IS - NA

ER -