A pentecostalização de povos tradicionais na Amazônia

aspectos conceituais para uma antropologia de identidades religiosas

Translated title of the contribution: The Pentecostalization of Traditional People in the Amazone: conceptual aspects for an anthropology of religious identities

Donizete Rodrigues, Manoel Ribeiro de Moraes Júnior

Research output: Contribution to journalArticle

1 Downloads (Pure)

Abstract

Esta comunicação é um trabalho de enquadramento conceitual, que suporta pesquisas etnográficas que enfocam a presença e a dinâmica religiosa do protestantismo-pentecostalismo na Amazônia. A hipótese que estofa epistemologicamente este texto - e os projetos antropológicos já em andamento e futuros - formula a ideia de que o aspecto étnico-cultural “caboclo”, como ‘tipo ideal’ (no sentido weberiano), é um factor crucial nas dinâmicas evangélicas nesta região. Esta construção conceptual está presente, entre outros, em teóricos como Eduardo Galvão, Heraldo Maués, Angélica Mota Maués e João de Paes Loureiro – estudiosos da cultura amazônica. O objetivo é estudar as dinâmicas históricas e registrar, etnograficamente, as manifestações de movimentos missionários, de igrejas (neo)pentecostais e também de grupos menos institucionalizados, materializadas no forte processo de conversão e evangelização de comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhos, caboclos e populações peri-urbanas). O foco é analisar o impacto destas expressões religiosas em diversos tipos de grupos socioculturais amazónicos e de que forma estas comunidades, agora convertidas, ressignificam, criam e desenvolvem novas expressões do sagrado, formando o que estamos a denominar de ‘pentecostalismo caboclo’.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)900-918
Number of pages18
JournalHorizonte
Volume16
Issue number50
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Fingerprint

anthropology

Keywords

  • etnogênese
  • pentecostalismo caboclo
  • missões evangélicas
  • pajelança
  • Amazônia

Cite this

@article{0bf890b686fa48ad92f5f18448344bc6,
title = "A pentecostaliza{\cc}{\~a}o de povos tradicionais na Amaz{\^o}nia: aspectos conceituais para uma antropologia de identidades religiosas",
abstract = "Esta comunicação é um trabalho de enquadramento conceitual, que suporta pesquisas etnográficas que enfocam a presença e a dinâmica religiosa do protestantismo-pentecostalismo na Amazônia. A hipótese que estofa epistemologicamente este texto - e os projetos antropológicos já em andamento e futuros - formula a ideia de que o aspecto étnico-cultural “caboclo”, como ‘tipo ideal’ (no sentido weberiano), é um factor crucial nas dinâmicas evangélicas nesta região. Esta construção conceptual está presente, entre outros, em teóricos como Eduardo Galvão, Heraldo Maués, Angélica Mota Maués e João de Paes Loureiro – estudiosos da cultura amazônica. O objetivo é estudar as dinâmicas históricas e registrar, etnograficamente, as manifestações de movimentos missionários, de igrejas (neo)pentecostais e também de grupos menos institucionalizados, materializadas no forte processo de conversão e evangelização de comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhos, caboclos e populações peri-urbanas). O foco é analisar o impacto destas expressões religiosas em diversos tipos de grupos socioculturais amazónicos e de que forma estas comunidades, agora convertidas, ressignificam, criam e desenvolvem novas expressões do sagrado, formando o que estamos a denominar de ‘pentecostalismo caboclo’.",
keywords = "etnogênese, pentecostalismo caboclo, missões evangélicas, pajelança, Amazônia",
author = "Donizete Rodrigues and {Ribeiro de Moraes J{\'u}nior}, Manoel",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147310/PT# UID/ANT/04038/2013",
year = "2018",
doi = "10.5752/P.2175-5841.2018v16n50p900-918",
language = "Portuguese",
volume = "16",
pages = "900--918",
journal = "Horizonte",
issn = "2175-5841",
number = "50",

}

A pentecostalização de povos tradicionais na Amazônia : aspectos conceituais para uma antropologia de identidades religiosas. / Rodrigues, Donizete; Ribeiro de Moraes Júnior, Manoel.

In: Horizonte, Vol. 16, No. 50, 2018, p. 900-918.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - A pentecostalização de povos tradicionais na Amazônia

T2 - aspectos conceituais para uma antropologia de identidades religiosas

AU - Rodrigues, Donizete

AU - Ribeiro de Moraes Júnior, Manoel

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147310/PT# UID/ANT/04038/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - Esta comunicação é um trabalho de enquadramento conceitual, que suporta pesquisas etnográficas que enfocam a presença e a dinâmica religiosa do protestantismo-pentecostalismo na Amazônia. A hipótese que estofa epistemologicamente este texto - e os projetos antropológicos já em andamento e futuros - formula a ideia de que o aspecto étnico-cultural “caboclo”, como ‘tipo ideal’ (no sentido weberiano), é um factor crucial nas dinâmicas evangélicas nesta região. Esta construção conceptual está presente, entre outros, em teóricos como Eduardo Galvão, Heraldo Maués, Angélica Mota Maués e João de Paes Loureiro – estudiosos da cultura amazônica. O objetivo é estudar as dinâmicas históricas e registrar, etnograficamente, as manifestações de movimentos missionários, de igrejas (neo)pentecostais e também de grupos menos institucionalizados, materializadas no forte processo de conversão e evangelização de comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhos, caboclos e populações peri-urbanas). O foco é analisar o impacto destas expressões religiosas em diversos tipos de grupos socioculturais amazónicos e de que forma estas comunidades, agora convertidas, ressignificam, criam e desenvolvem novas expressões do sagrado, formando o que estamos a denominar de ‘pentecostalismo caboclo’.

AB - Esta comunicação é um trabalho de enquadramento conceitual, que suporta pesquisas etnográficas que enfocam a presença e a dinâmica religiosa do protestantismo-pentecostalismo na Amazônia. A hipótese que estofa epistemologicamente este texto - e os projetos antropológicos já em andamento e futuros - formula a ideia de que o aspecto étnico-cultural “caboclo”, como ‘tipo ideal’ (no sentido weberiano), é um factor crucial nas dinâmicas evangélicas nesta região. Esta construção conceptual está presente, entre outros, em teóricos como Eduardo Galvão, Heraldo Maués, Angélica Mota Maués e João de Paes Loureiro – estudiosos da cultura amazônica. O objetivo é estudar as dinâmicas históricas e registrar, etnograficamente, as manifestações de movimentos missionários, de igrejas (neo)pentecostais e também de grupos menos institucionalizados, materializadas no forte processo de conversão e evangelização de comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhos, caboclos e populações peri-urbanas). O foco é analisar o impacto destas expressões religiosas em diversos tipos de grupos socioculturais amazónicos e de que forma estas comunidades, agora convertidas, ressignificam, criam e desenvolvem novas expressões do sagrado, formando o que estamos a denominar de ‘pentecostalismo caboclo’.

KW - etnogênese

KW - pentecostalismo caboclo

KW - missões evangélicas

KW - pajelança

KW - Amazônia

U2 - 10.5752/P.2175-5841.2018v16n50p900-918

DO - 10.5752/P.2175-5841.2018v16n50p900-918

M3 - Article

VL - 16

SP - 900

EP - 918

JO - Horizonte

JF - Horizonte

SN - 2175-5841

IS - 50

ER -