A Ilustração Portuguesa e a cobertura das eleições presidenciais da I República em Portugal

Translated title of the contribution: The Ilustração Portuguesa and the coverage of the presidential elections of the I Republic in Portugal

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

11 Downloads (Pure)

Abstract

Em Portugal, a República foi imposta por uma revolução quando, passados mais de sete séculos de Monarquia, o chefe de Estado passou a ser eleito. Apesar do interesse de que se reveste o estudo do comportamento da imprensa nas eleições para a Presidência, durante a I República Portuguesa (5 de outubro de 1910 a 28 de maio de 1926), trata-se de uma temática ainda não abordada na história do jornalismo português, maioritariamente, interessada em eleições presidenciais recentes.
Esta pesquisa tem como objetivo geral contribuir para um maior entendimento deste campo de pesquisa. Para isso, foi analisada a cobertura feita pela Ilustração Portuguesa (1903-1924) combinando uma investigação com abordagem quantitativa e qualitativa do discurso das revistas, articulando a deteção, a recolha e a análise dos dados dos dois números anteriores e posteriores às datas de cada eleição.
O estudo concluiu que as eleições presidenciais na I República tiveram forte repercussão e um elevado valor como notícia; foram acontecimentos de grande simbolismo político, social e cultural, à semelhança das entronizações nas monarquias; tendo em conta a época e considerando o carácter independente da publicação, as coberturas foram essencialmente descritivas, pouco analíticas e interpretativas; centraram-se na “pessoalização” com forte recurso à fotografia de retrato; o discurso apresentou o desencanto com a I República, em especial, com as dissensões e lutas no campo político, frequentemente violentas; e, em alguns casos, cada eleição presidencial foi enquadrada num discurso voltado para o futuro e sempre elogioso para cada um dos novos chefes de Estado.

In Portugal, the Republic was imposed by a revolution when, after more than seven centuries of monarchy, the
head of state was elected. Despite the interest of studying the behaviour of the press in the presidential elections
during the First Portuguese Republic (5 October 1910 to 28 May 1926), this is a subject not yet addressed in the
history of Portuguese journalism.
This research aims to contribute to a greater understanding of this subject. To this end, we analysed the coverage
from Ilustração Portuguesa (1903-1924) combining an investigation with quantitative and qualitative approach,
articulating the detection, collection and analysis of the data of the two previous and subsequent issues to the
dates of each election.
The study concluded that the presidential elections in the I Republic had a strong impact and a high value as
news; they were events of great political, social and cultural symbolism, similar to the enthronements in the
monarchies; taking into account the time and the independent character of the publication, the coverages were
essentially descriptive, not analytical and interpretative; focused on "personal" with strong use of portrait
photography; the speech presented the disenchantment with the I Republic, namely with the dissensions and
struggles in the political field, often violent; and each presidential election was framed in a forward-looking and
always praising speech for each of the new heads of state.
Translated title of the contributionThe Ilustração Portuguesa and the coverage of the presidential elections of the I Republic in Portugal
Original languagePortuguese
Pages (from-to)1-28
Number of pages28
JournalObservatorio (OBS*)
Volume16
Issue number2
DOIs
Publication statusPublished - 2022

Keywords

  • Eleições presidenciais
  • Portugal
  • I República
  • Cobertura jornalística
  • Análise do discurso
  • Presidential elections
  • First Republic
  • Journalistic cover
  • Discourse analysis.

Fingerprint

Dive into the research topics of 'The Ilustração Portuguesa and the coverage of the presidential elections of the I Republic in Portugal'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this