O gênero apresentação de trabalho em eventos científicos do offline ao digital: que implicações textuais-discursivas possíveis?

Translated title of the contribution: The genre paper presentation in scientific events from offline to digital: what possible textual-discursive implications

Rosalice Pinto, Suzana Cortez, Jailine Farias

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

17 Downloads (Pure)

Abstract

O presente estudo tem como objetivo analisar de que forma o meio ambiente digital veio a influenciar a produção de um gênero específico: a apresentação de trabalho em eventos científicos. Assim, tomando como base um breve apanhado dos estudos em torno da noção de gênero (Voloschinov, 1997; Adam, 2001; Adam e Heidman, 2011, Marcuschi, 2008), buscaremos apontar em que medida esse gênero mantém ou não suas características diante das potencialidades tecnodiscursivas (Paveau, 2017) no modo de produção online. Para isso, partimos da análise de três apresentações realizadas durante o evento Linguistweets, organizado pela ABRALIN, no Twitter. A análise das produções permitiu que traçássemos um contínuo de possibilidades de apropriação das potencialidades tecnodiscursivas oferecidas pela plataforma, a partir de dois pólos. Um que tendencia para a manutenção de um modelo mais tradicional desse gênero e outro que se aproxima de uma atualização do mesmo. Estes emergem da forma como os escrileitores se apropriam das potencialidades tecnodiscursivas oferecidas pelo Twitter. Assim, verificamos, por um lado, a manutenção de certas características de apresentações offline e, por outro, a produção de apresentações multi/deslinearizadas, marcadas pela relacionalidade, pelo aumento enunciativo, por dinâmicas mais horizontalizadas e simétricas, que caracterizam, portanto, os discursos nativos digitais.

The present study aims to analyze how the digital environment has influenced the production of a specific genre: the paper presentation in scientific events. Thus, based on a brief overview of studies around the notion of genre (Voloschinov, 1997; Adam, 2001; Adam and Heidman, 2011, Marcuschi, 2008), we seek to point out to what extent this genre maintains or not its characteristic in the face of technodiscursive affordances (Paveau, 2017) in the on- line production mode. For this, we started by analyzing three presentations made during the Linguistweets event, organized by ABRALIN, on Twitter. The analysis of the productions allowed us to trace a continuum of possibilities of appropriation of the technodiscursive potentialities afforded by the platform from two poles. One tends to maintain a more traditional model of this genre, and the other moves towards its updating. These emerge from the way the
readwriters mobilize Twitter’s technodiscursive affordances. Thus, we verify, on the one hand, the maintenance of certain characteristics of offline presentations and, on the other hand, the production of multi/ delinearized presentations, marked by relationality, by enunciative augmenta- tion, by more horizontal and symmetrical dynamics, which characterize, therefore, the digital native discourses.
Translated title of the contributionThe genre paper presentation in scientific events from offline to digital: what possible textual-discursive implications
Original languagePortuguese
Pages (from-to)409-421
Number of pages12
JournalCalidoscópio
Volume19
Issue number3
DOIs
Publication statusPublished - 2021

Keywords

  • Gêneros nativos digitais
  • Tecnodiscurso
  • Twitter
  • Digital native genres
  • Technodiscourse

Fingerprint

Dive into the research topics of 'The genre paper presentation in scientific events from offline to digital: what possible textual-discursive implications'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this