Teoria Psicanalítica da Fantasia e Análise Fílmica

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

4 Downloads (Pure)

Abstract

Neste artigo parto da hipótese que o cinema causa um prazer estético aos sujeitos humanos porque lhes permite objectivar processos mentais, sobretudo desejos inconscientes. O dispositivo teórico que procurarei explicitar é o da teoria psicanalítica da fantasia tal como foi elaborada pela corrente psicanalítica que partiu de Freud, Melanie Klein, Lacan, Laplanche tendo sido usada na análise fílmica e por autores como Elizabeth Cowie e Christian Metz. A minha principal referência será, no entanto, o último período do ensino lacaniano tal como tem sido desenvolvido pelo representante mais conhecido da Escola Lacaniana Eslovena, Slavoj Zizek. Apresentarei no final alguns exemplos do método dele.
Original languageEnglish
Title of host publicationCinema & Filosofia
Subtitle of host publicationCompêndio
EditorsJoão Mário Grilo, Irene Aparício
Place of PublicationLisboa
PublisherColibri
Chapter7
Pages141-162
Number of pages21
ISBN (Print)978-989-689-342-2
Publication statusPublished - 2014

Keywords

  • Fantasia
  • Psicanálise
  • Cinema
  • Esquema tripartido RSI
  • Análise fílmica

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Teoria Psicanalítica da Fantasia e Análise Fílmica'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this