Tendências do Jornalismo de Investigação a partir do estudo de caso da reportagem da TVI “Segredo dos Deuses”

Research output: Contribution to journalArticle

2 Downloads (Pure)

Abstract

Este artigo analisa algumas das tendências do jornalismo de investigação televisivo a partir da análise de uma reportagem transmitida pela TVI: “Segredos dos Deuses”. Designada como a “primeira série informativa” daquela estação privada, foram exibidos 10 episódios, o que a transforma na reportagem mais longa alguma vez transmitida pela televisão portuguesa. A serialização da his- tória corresponde a uma opção típica dos géneros de ficção, implicando níveis de redundância e efeitos expressivos habitualmente ausentes dos géneros infor- mativos. Esta reportagem acompanha a tendência para a hibridez de géneros e formatos, colocando novos desafios interpretativos e éticos na receção e leitura destes conteúdos jornalísticos.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)94-104
Number of pages10
JournalRevista Media & Jornalismo
Volume18
Issue number32
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Ficção
  • Televisão
  • TVI;
  • Serialização
  • Jornalismo de Investigação
  • Informação

Cite this

@article{8b5c01768cbc48418df76283a1301967,
title = "Tend{\^e}ncias do Jornalismo de Investiga{\cc}{\~a}o a partir do estudo de caso da reportagem da TVI “Segredo dos Deuses”",
abstract = "Este artigo analisa algumas das tend{\^e}ncias do jornalismo de investiga{\cc}{\~a}o televisivo a partir da an{\'a}lise de uma reportagem transmitida pela TVI: “Segredos dos Deuses”. Designada como a “primeira s{\'e}rie informativa” daquela esta{\cc}{\~a}o privada, foram exibidos 10 epis{\'o}dios, o que a transforma na reportagem mais longa alguma vez transmitida pela televis{\~a}o portuguesa. A serializa{\cc}{\~a}o da his- t{\'o}ria corresponde a uma op{\cc}{\~a}o t{\'i}pica dos g{\'e}neros de fic{\cc}{\~a}o, implicando n{\'i}veis de redund{\^a}ncia e efeitos expressivos habitualmente ausentes dos g{\'e}neros infor- mativos. Esta reportagem acompanha a tend{\^e}ncia para a hibridez de g{\'e}neros e formatos, colocando novos desafios interpretativos e {\'e}ticos na rece{\cc}{\~a}o e leitura destes conte{\'u}dos jornal{\'i}sticos.",
keywords = "Fic{\cc}{\~a}o, Televis{\~a}o, TVI;, Serializa{\cc}{\~a}o, Jornalismo de Investiga{\cc}{\~a}o, Informa{\cc}{\~a}o",
author = "Baptista, {Carla Maria dos Santos Filipe}",
note = "UID/CCI/04667/2016",
year = "2018",
doi = "10.14195/2183-5462_32_7",
language = "Portuguese",
volume = "18",
pages = "94--104",
journal = "Media & Jornalismo",
issn = "1645-5681",
number = "32",

}

TY - JOUR

T1 - Tendências do Jornalismo de Investigação a partir do estudo de caso da reportagem da TVI “Segredo dos Deuses”

AU - Baptista, Carla Maria dos Santos Filipe

N1 - UID/CCI/04667/2016

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - Este artigo analisa algumas das tendências do jornalismo de investigação televisivo a partir da análise de uma reportagem transmitida pela TVI: “Segredos dos Deuses”. Designada como a “primeira série informativa” daquela estação privada, foram exibidos 10 episódios, o que a transforma na reportagem mais longa alguma vez transmitida pela televisão portuguesa. A serialização da his- tória corresponde a uma opção típica dos géneros de ficção, implicando níveis de redundância e efeitos expressivos habitualmente ausentes dos géneros infor- mativos. Esta reportagem acompanha a tendência para a hibridez de géneros e formatos, colocando novos desafios interpretativos e éticos na receção e leitura destes conteúdos jornalísticos.

AB - Este artigo analisa algumas das tendências do jornalismo de investigação televisivo a partir da análise de uma reportagem transmitida pela TVI: “Segredos dos Deuses”. Designada como a “primeira série informativa” daquela estação privada, foram exibidos 10 episódios, o que a transforma na reportagem mais longa alguma vez transmitida pela televisão portuguesa. A serialização da his- tória corresponde a uma opção típica dos géneros de ficção, implicando níveis de redundância e efeitos expressivos habitualmente ausentes dos géneros infor- mativos. Esta reportagem acompanha a tendência para a hibridez de géneros e formatos, colocando novos desafios interpretativos e éticos na receção e leitura destes conteúdos jornalísticos.

KW - Ficção

KW - Televisão

KW - TVI;

KW - Serialização

KW - Jornalismo de Investigação

KW - Informação

U2 - 10.14195/2183-5462_32_7

DO - 10.14195/2183-5462_32_7

M3 - Article

VL - 18

SP - 94

EP - 104

JO - Media & Jornalismo

JF - Media & Jornalismo

SN - 1645-5681

IS - 32

ER -