Sustentabilidade da construção de habitação social com recurso a LSF

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

O objectivo principal deste trabalho é o estudo da sustentabilidade da construção utilizando módulos de estrutura em aço leve, direccionado à componente da habitação social. Pretende-se analisar a viabilidade económica deste sistema estudando um conjunto de perfis que compõem a casa modelar para posteriormente ser possível a massificação da construção. A metodologia adoptada para a elaboração recorre a um processo de investigação dividido em várias etapas. Na primeira etapa pretende-se estudar a sustentabilidade da construção de habitação social, inferindo sobre os diversos método de construção e os custos associados a cada um. É necessário analisar o processo de evolução da construção de habitação social e compreender a sua importância no crescimento da cidade. Os materiais estudados são a terra, madeira, betão e aço. Apresentam-se casos práticos de habitação em todos os materiais e estudam-se as vantagens e desvantagens de cada sistema. Tendo em conta a situação do país é essencial agilizar o processo construtivo de modo a privilegiar uma construção rápida, económica, segura e que que satisfaça parâmetros de conforto térmico, acústico, regulação de ventilação e segurança estrutural, o que pode ser conseguido através de LSF. A etapa seguinte é relacionada com a compreensão da importância das estruturas em aço leve, processo de construção, montagem e transporte bem como segurança e durabilidade. Os perfis usados no sistema LSF são peças pré fabricadas a partir de chapa de aço revestida com zinco pelo processo contínuo de galvanização por imersão a quente, adquirindo a sua forma final através de um processo industrial de conformação ou moldagem a frio. Posteriormente define-se a proposta de aplicação à habitação social e, como tal, estuda-se a melhoria introduzida pela utilização de uma solução modelar em aço leve e a articulação com as necessidades deste modo de habitação. Pretende-se estudar o tempo de execução, custos, integração com sistemas de reciclagem e reutilização de recursos energéticos. A integração com este sistema permite acrescentar ou retirar módulos ao longo da vida útil da estrutura ou simplesmente alterar a sua disposição consoante as necessidades do cliente. A rapidez na construção das habitações advém dos módulos possuírem o mesmo conjunto de perfis, sendo possível a sua fácil montagem no local da obra por técnicos habilitados ou até pelos próprios moradores, seguindo um manual de montagem e sob a orientação de profissionais experientes. Este princípio permite que os moradores adquiram uma ligação emocional e de confiança com a própria estrutura uma vez que esta advém do produto do seu trabalho e dedicação. Para além disso, permite desenvolver a consciência de grupo e bairro devido ao trabalho conjunto entre vizinhos de modo a erguer a estrutura. A economia dos módulos resulta exactamente do mesmo princípio. Uma vez que existe uniformidade nos perfis, é possível fazer a encomenda de uma quantidade elevada à fábrica e negociar preços mais competitivos. Podem associar-se sistemas de produção de energia e armazenamento de água, o que incrementa o seu carácter sustentável. Relativamente a pavimentos e paredes, pode conseguir-se uma solução económica privilegiando o isolamento térmico e sem despender muito em acabamentos e pormenores estéticos. O caso prático apresentado relaciona-se com a utilização de LSF na construção de habitação com custos controlados. O estudo destas habitações deve ser bastante cuidado e portanto é necessário analisar o projecto através das condicionantes e dos procedimentos em termos de construção, utilização e manutenção. Durante a construção da obra é importante atender ao aprovisionamento de materiais, a necessidade e quantidade de mão-de-obra especializada bem como tempo de execução do empreendimento. O estudo dos custos projectados face aos custos reais demonstra a sua viabilidade, sendo que a sustentabilidade pode ser avaliada através do comportamento térmico, acústico e ventilação da solução. É importante referir a satisfação dos moradores durante a utilização da moradia, a manutenção necessária ao longo da vida útil da estrutura bem como o estudo do processo de desconstrução de um modo sustentável. As considerações finais relacionam-se com a possibilidade do desenvolvimento da temática e a sua expansão para diferentes vertentes na construção e reabilitação de habitações. Após este estudo é possível concluir que o aço leve possibilita uma série de vantagens relativamente à construção tradicional, quando aplicado à habitação social. Existem melhorias em termos de conforto térmico, acústico, segurança e durabilidade das estruturas, para além do facto de ser possível controlar eficazmente os custos no processo construtivo e a duração de cada fase.
Original languageUnknown
Title of host publication2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono
Pages1-11
Publication statusPublished - 1 Jan 2013
Event2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono -
Duration: 1 Jan 2013 → …

Conference

Conference2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono
Period1/01/13 → …

Cite this

Amado, M. P. (2013). Sustentabilidade da construção de habitação social com recurso a LSF. In 2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono (pp. 1-11)