Sub tegmine fagi - Eça de Queirós escreve o Brasil

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Eça de Queirós nunca visitou o Brasil, mas a sua vida literária não pode ser separada de uma atenção constante a tudo quanto dizia respeito ao que se passava do lado ocidental do Atlântico Sul. Criticado na juventude por uma ter n’ As Farpas uma visão preconceituosa e redutora do brasileiro (quando tratava apenas do português de torna-viagem), Eça cedo viria a redimir-se das suas impressões. Iremos encontrá-lo explicando esse olhar, que denomina «romântico», no «homem material» do prefácio a O Brasileiro Soares, romance de Luís de Magalhães.
Caído o Império, a nova república brasileira merece-lhe reflexões e previsões, publicadas nas «Notas do Mês», da Revista de Portugal, que se revelam falhadas.
São, no entanto, as crónicas escritas na Gazeta de Notícias do Rio de Janeiro, entre 1880 e 1897, que patenteiam a evolução do autor face aos acontecimentos ocorridos na capital do Brasil, que observava de longe, em Inglaterra e em França.
Original languagePortuguese
Title of host publication450 anos de portugueses no Rio de Janeiro
EditorsIda Alves, Eduardo da Cruz, Suely Campos Franco
Place of PublicationRio de Janeiro
PublisherOficina Raquel
Pages168-178
Number of pages10
ISBN (Print)9788595000131
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Eça de Queirós
  • Eduardo Prado
  • Castro Alves
  • Rio de Janeiro
  • Brasil

Cite this