Sonitu Organi:

para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

44 Downloads (Pure)

Abstract

Ao longo da segunda metade do século XX e do início do século XXI a produção discográfica de música antiga em Portugal foi alvo de diversas iniciativas que resultaram numa dinamização e solidificação do mercado do registo fonográfico. Dentro deste nicho muito particular no seio da música erudita, o repertório para órgão assume um lugar bem identificado, através de dezenas de edições que refletem, não apenas o som da grande variedade de instrumentos que compõem o mapa organístico português, mas também diferentes abordagens estéticas interpretativas, diferentes modelos de produção e edição, diferentes contextos históricos. O som dos órgãos portugueses registado nas últimas 5 décadas ultrapassa o mero papel de reflexo de um património monumental, para se tornar um corpus identitário de um património imaterial. Ao longo do último meio século assistimos a diferentes momentos fulcrais na história da indústria fonográfica e na disseminação de estéticas interpretativas, às quais o universo da música antiga não ficou alheio. Essas transformações refletem-se nos modelos interpretativos, na produção discográfica e no produto final artístico. “Sonitu organi: para uma história da discografia da música antiga de órgão em
Portugal” visa traçar um panorama do corpus histórico acima enunciado, refletindo sinais dos tempos, através do som dos órgãos no passado e presente, numa perspetiva historiográfica de contributo para o conhecimento futuro.
Original languagePortuguese
Title of host publicationActas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos
Place of PublicationLisboa
PublisherTagus Atlanticus Associação Cultural
Pages492-505
Number of pages14
ISBN (Print)978-989-99769
Publication statusPublished - Mar 2016
EventIII Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos - Sevilha, Spain
Duration: 10 Mar 201611 Mar 2016

Conference

ConferenceIII Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos
CountrySpain
CitySevilha
Period10/03/1611/03/16

Keywords

  • órgão
  • gravação
  • discografia
  • música antiga
  • Portugal

Cite this

Hora, T. (2016). Sonitu Organi: para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal. In Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos (pp. 492-505). Lisboa: Tagus Atlanticus Associação Cultural.
Hora, Tiago. / Sonitu Organi: para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal. Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos. Lisboa : Tagus Atlanticus Associação Cultural, 2016. pp. 492-505
@inproceedings{c9265954475b42eda3b9c0a2fd3d8cf4,
title = "Sonitu Organi:: para uma discografia de m{\'u}sica antiga de {\'o}rg{\~a}o em Portugal",
abstract = "Ao longo da segunda metade do s{\'e}culo XX e do in{\'i}cio do s{\'e}culo XXI a produ{\cc}{\~a}o discogr{\'a}fica de m{\'u}sica antiga em Portugal foi alvo de diversas iniciativas que resultaram numa dinamiza{\cc}{\~a}o e solidifica{\cc}{\~a}o do mercado do registo fonogr{\'a}fico. Dentro deste nicho muito particular no seio da m{\'u}sica erudita, o repert{\'o}rio para {\'o}rg{\~a}o assume um lugar bem identificado, atrav{\'e}s de dezenas de edi{\cc}{\~o}es que refletem, n{\~a}o apenas o som da grande variedade de instrumentos que comp{\~o}em o mapa organ{\'i}stico portugu{\^e}s, mas tamb{\'e}m diferentes abordagens est{\'e}ticas interpretativas, diferentes modelos de produ{\cc}{\~a}o e edi{\cc}{\~a}o, diferentes contextos hist{\'o}ricos. O som dos {\'o}rg{\~a}os portugueses registado nas {\'u}ltimas 5 d{\'e}cadas ultrapassa o mero papel de reflexo de um patrim{\'o}nio monumental, para se tornar um corpus identit{\'a}rio de um patrim{\'o}nio imaterial. Ao longo do {\'u}ltimo meio s{\'e}culo assistimos a diferentes momentos fulcrais na hist{\'o}ria da ind{\'u}stria fonogr{\'a}fica e na dissemina{\cc}{\~a}o de est{\'e}ticas interpretativas, {\`a}s quais o universo da m{\'u}sica antiga n{\~a}o ficou alheio. Essas transforma{\cc}{\~o}es refletem-se nos modelos interpretativos, na produ{\cc}{\~a}o discogr{\'a}fica e no produto final art{\'i}stico. “Sonitu organi: para uma hist{\'o}ria da discografia da m{\'u}sica antiga de {\'o}rg{\~a}o emPortugal” visa tra{\cc}ar um panorama do corpus hist{\'o}rico acima enunciado, refletindo sinais dos tempos, atrav{\'e}s do som dos {\'o}rg{\~a}os no passado e presente, numa perspetiva historiogr{\'a}fica de contributo para o conhecimento futuro.",
keywords = "{\'o}rg{\~a}o, grava{\cc}{\~a}o, discografia, m{\'u}sica antiga, Portugal",
author = "Tiago Hora",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147236/PT# UID/EAT/00472/2013",
year = "2016",
month = "3",
language = "Portuguese",
isbn = "978-989-99769",
pages = "492--505",
booktitle = "Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Music{\'o}logos",
publisher = "Tagus Atlanticus Associa{\cc}{\~a}o Cultural",

}

Hora, T 2016, Sonitu Organi: para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal. in Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos. Tagus Atlanticus Associação Cultural, Lisboa, pp. 492-505, III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos , Sevilha, Spain, 10/03/16.

Sonitu Organi: para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal. / Hora, Tiago.

Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos. Lisboa : Tagus Atlanticus Associação Cultural, 2016. p. 492-505.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Sonitu Organi:

T2 - para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal

AU - Hora, Tiago

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147236/PT# UID/EAT/00472/2013

PY - 2016/3

Y1 - 2016/3

N2 - Ao longo da segunda metade do século XX e do início do século XXI a produção discográfica de música antiga em Portugal foi alvo de diversas iniciativas que resultaram numa dinamização e solidificação do mercado do registo fonográfico. Dentro deste nicho muito particular no seio da música erudita, o repertório para órgão assume um lugar bem identificado, através de dezenas de edições que refletem, não apenas o som da grande variedade de instrumentos que compõem o mapa organístico português, mas também diferentes abordagens estéticas interpretativas, diferentes modelos de produção e edição, diferentes contextos históricos. O som dos órgãos portugueses registado nas últimas 5 décadas ultrapassa o mero papel de reflexo de um património monumental, para se tornar um corpus identitário de um património imaterial. Ao longo do último meio século assistimos a diferentes momentos fulcrais na história da indústria fonográfica e na disseminação de estéticas interpretativas, às quais o universo da música antiga não ficou alheio. Essas transformações refletem-se nos modelos interpretativos, na produção discográfica e no produto final artístico. “Sonitu organi: para uma história da discografia da música antiga de órgão emPortugal” visa traçar um panorama do corpus histórico acima enunciado, refletindo sinais dos tempos, através do som dos órgãos no passado e presente, numa perspetiva historiográfica de contributo para o conhecimento futuro.

AB - Ao longo da segunda metade do século XX e do início do século XXI a produção discográfica de música antiga em Portugal foi alvo de diversas iniciativas que resultaram numa dinamização e solidificação do mercado do registo fonográfico. Dentro deste nicho muito particular no seio da música erudita, o repertório para órgão assume um lugar bem identificado, através de dezenas de edições que refletem, não apenas o som da grande variedade de instrumentos que compõem o mapa organístico português, mas também diferentes abordagens estéticas interpretativas, diferentes modelos de produção e edição, diferentes contextos históricos. O som dos órgãos portugueses registado nas últimas 5 décadas ultrapassa o mero papel de reflexo de um património monumental, para se tornar um corpus identitário de um património imaterial. Ao longo do último meio século assistimos a diferentes momentos fulcrais na história da indústria fonográfica e na disseminação de estéticas interpretativas, às quais o universo da música antiga não ficou alheio. Essas transformações refletem-se nos modelos interpretativos, na produção discográfica e no produto final artístico. “Sonitu organi: para uma história da discografia da música antiga de órgão emPortugal” visa traçar um panorama do corpus histórico acima enunciado, refletindo sinais dos tempos, através do som dos órgãos no passado e presente, numa perspetiva historiográfica de contributo para o conhecimento futuro.

KW - órgão

KW - gravação

KW - discografia

KW - música antiga

KW - Portugal

M3 - Conference contribution

SN - 978-989-99769

SP - 492

EP - 505

BT - Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos

PB - Tagus Atlanticus Associação Cultural

CY - Lisboa

ER -

Hora T. Sonitu Organi: para uma discografia de música antiga de órgão em Portugal. In Actas do III Encontro Ibero-Americano de Jovens Musicólogos. Lisboa: Tagus Atlanticus Associação Cultural. 2016. p. 492-505