Simsdieval

A construção híbrida do período medieval num videojogo

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

O Sims Medieval é um videojogo que integra a série The Sims, produzido pela Eletronic Arts, em 2011. Situado na época medieval possibilita o jogador construir um reino à medida que vai ganhando as diversas missões que lhe são propostas. A construção do imaginário medieval, aqui presente, reflete um conjunto de ideias que foram concebidas ao longo da história, remetendo para uma mitificação desse período por parte do público em geral, que ao se depararem com as expetativas que tinham sobre esta época no jogo, acabaram por torná-lo um fenómeno de vendas.
Da mesma maneira, a banda sonora encontra-se maioritariamente “anacrónica”, face ao verdadeiro caráter do que foi a música medieval, embora tal banda sonora seja assumida pelos jogadores como algo verdadeiramente da época. Um conjunto de clichés musicais fazem-se igualmente sentir, de forma a estabelecer marcadores de classe, de acordo com o estatuto das personagens (Bourdieu, 1979). A figura musical, o Bardo, reflete a conceção romântica do que é o génio musical, reunindo um conjunto de estereótipos que lhe são diretamente associados, nomeadamente o facto de lhe ser pedido que se embebede para ter mais inspiração ou por ser a personagem que recebe menos dinheiro, o que a conduz a uma determinada marginalização face aos restantes heróis. Estas questões podem ser analisadas à luz da teoria de Goffman (Goffman, 1975), que remete para a criação de um estigma social em torno da figura do músico quer no jogo, quer na vida real.
Este trabalho expõe, a partir do videojogo, a forma como a época medieval é perspetivada, na atualidade, pelo público em geral, refletindo um conjunto de construções históricas que desencadearam diversos pré-conceitos, que se perpetuaram até aos nossos dias, sugerindo igualmente, formas alternativas para se chegar a um público mais vasto e contribuindo para uma maior ligação entre este e a academia.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLog In, Live On
Subtitle of host publicationMúsica e Cibercultura na era da Internet of Things
EditorsPaula Gomes Ribeiro, Joana Freitas, Júlia Durand , André Malhado
Place of PublicationVila Nova de Famalicão
PublisherHumus
Pages260-277
Number of pages17
ISBN (Print)978-989-755-377-6
Publication statusPublished - 2018
EventLog In, Live On: música e cibercultura na era da Internet of Things - FCSH/NOVA, Lisboa, Portugal
Duration: 7 Oct 20168 Oct 2016

Conference

ConferenceLog In, Live On: música e cibercultura na era da Internet of Things
CountryPortugal
CityLisboa
Period7/10/168/10/16

Keywords

  • Anacronismo
  • Bardo
  • Estigma social
  • Média
  • Sims Medieval

Cite this

Lima , M. (2018). Simsdieval: A construção híbrida do período medieval num videojogo. In P. G. Ribeiro, J. Freitas, J. Durand , & A. Malhado (Eds.), Log In, Live On: Música e Cibercultura na era da Internet of Things (pp. 260-277). Vila Nova de Famalicão: Humus.
Lima , Mariana. / Simsdieval : A construção híbrida do período medieval num videojogo. Log In, Live On: Música e Cibercultura na era da Internet of Things. editor / Paula Gomes Ribeiro ; Joana Freitas ; Júlia Durand ; André Malhado . Vila Nova de Famalicão : Humus, 2018. pp. 260-277
@inproceedings{88875025aa9a4e65a85cb7b675a720e0,
title = "Simsdieval: A constru{\cc}{\~a}o h{\'i}brida do per{\'i}odo medieval num videojogo",
abstract = "O Sims Medieval {\'e} um videojogo que integra a s{\'e}rie The Sims, produzido pela Eletronic Arts, em 2011. Situado na {\'e}poca medieval possibilita o jogador construir um reino {\`a} medida que vai ganhando as diversas miss{\~o}es que lhe s{\~a}o propostas. A constru{\cc}{\~a}o do imagin{\'a}rio medieval, aqui presente, reflete um conjunto de ideias que foram concebidas ao longo da hist{\'o}ria, remetendo para uma mitifica{\cc}{\~a}o desse per{\'i}odo por parte do p{\'u}blico em geral, que ao se depararem com as expetativas que tinham sobre esta {\'e}poca no jogo, acabaram por torn{\'a}-lo um fen{\'o}meno de vendas. Da mesma maneira, a banda sonora encontra-se maioritariamente “anacr{\'o}nica”, face ao verdadeiro car{\'a}ter do que foi a m{\'u}sica medieval, embora tal banda sonora seja assumida pelos jogadores como algo verdadeiramente da {\'e}poca. Um conjunto de clich{\'e}s musicais fazem-se igualmente sentir, de forma a estabelecer marcadores de classe, de acordo com o estatuto das personagens (Bourdieu, 1979). A figura musical, o Bardo, reflete a conce{\cc}{\~a}o rom{\^a}ntica do que {\'e} o g{\'e}nio musical, reunindo um conjunto de estere{\'o}tipos que lhe s{\~a}o diretamente associados, nomeadamente o facto de lhe ser pedido que se embebede para ter mais inspira{\cc}{\~a}o ou por ser a personagem que recebe menos dinheiro, o que a conduz a uma determinada marginaliza{\cc}{\~a}o face aos restantes her{\'o}is. Estas quest{\~o}es podem ser analisadas {\`a} luz da teoria de Goffman (Goffman, 1975), que remete para a cria{\cc}{\~a}o de um estigma social em torno da figura do m{\'u}sico quer no jogo, quer na vida real. Este trabalho exp{\~o}e, a partir do videojogo, a forma como a {\'e}poca medieval {\'e} perspetivada, na atualidade, pelo p{\'u}blico em geral, refletindo um conjunto de constru{\cc}{\~o}es hist{\'o}ricas que desencadearam diversos pr{\'e}-conceitos, que se perpetuaram at{\'e} aos nossos dias, sugerindo igualmente, formas alternativas para se chegar a um p{\'u}blico mais vasto e contribuindo para uma maior liga{\cc}{\~a}o entre este e a academia.",
keywords = "Anacronismo, Bardo, Estigma social, M{\'e}dia, Sims Medieval",
author = "Mariana Lima",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# UID/EAT/00693/2013",
year = "2018",
language = "Portuguese",
isbn = "978-989-755-377-6",
pages = "260--277",
editor = "Ribeiro, {Paula Gomes} and Freitas, {Joana } and {Durand }, {J{\'u}lia } and {Malhado }, {Andr{\'e} }",
booktitle = "Log In, Live On",
publisher = "Humus",

}

Lima , M 2018, Simsdieval: A construção híbrida do período medieval num videojogo. in PG Ribeiro, J Freitas, J Durand & A Malhado (eds), Log In, Live On: Música e Cibercultura na era da Internet of Things. Humus, Vila Nova de Famalicão, pp. 260-277, Log In, Live On: música e cibercultura na era da Internet of Things, Lisboa, Portugal, 7/10/16.

Simsdieval : A construção híbrida do período medieval num videojogo. / Lima , Mariana.

Log In, Live On: Música e Cibercultura na era da Internet of Things. ed. / Paula Gomes Ribeiro; Joana Freitas; Júlia Durand ; André Malhado . Vila Nova de Famalicão : Humus, 2018. p. 260-277.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

TY - GEN

T1 - Simsdieval

T2 - A construção híbrida do período medieval num videojogo

AU - Lima , Mariana

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# UID/EAT/00693/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - O Sims Medieval é um videojogo que integra a série The Sims, produzido pela Eletronic Arts, em 2011. Situado na época medieval possibilita o jogador construir um reino à medida que vai ganhando as diversas missões que lhe são propostas. A construção do imaginário medieval, aqui presente, reflete um conjunto de ideias que foram concebidas ao longo da história, remetendo para uma mitificação desse período por parte do público em geral, que ao se depararem com as expetativas que tinham sobre esta época no jogo, acabaram por torná-lo um fenómeno de vendas. Da mesma maneira, a banda sonora encontra-se maioritariamente “anacrónica”, face ao verdadeiro caráter do que foi a música medieval, embora tal banda sonora seja assumida pelos jogadores como algo verdadeiramente da época. Um conjunto de clichés musicais fazem-se igualmente sentir, de forma a estabelecer marcadores de classe, de acordo com o estatuto das personagens (Bourdieu, 1979). A figura musical, o Bardo, reflete a conceção romântica do que é o génio musical, reunindo um conjunto de estereótipos que lhe são diretamente associados, nomeadamente o facto de lhe ser pedido que se embebede para ter mais inspiração ou por ser a personagem que recebe menos dinheiro, o que a conduz a uma determinada marginalização face aos restantes heróis. Estas questões podem ser analisadas à luz da teoria de Goffman (Goffman, 1975), que remete para a criação de um estigma social em torno da figura do músico quer no jogo, quer na vida real. Este trabalho expõe, a partir do videojogo, a forma como a época medieval é perspetivada, na atualidade, pelo público em geral, refletindo um conjunto de construções históricas que desencadearam diversos pré-conceitos, que se perpetuaram até aos nossos dias, sugerindo igualmente, formas alternativas para se chegar a um público mais vasto e contribuindo para uma maior ligação entre este e a academia.

AB - O Sims Medieval é um videojogo que integra a série The Sims, produzido pela Eletronic Arts, em 2011. Situado na época medieval possibilita o jogador construir um reino à medida que vai ganhando as diversas missões que lhe são propostas. A construção do imaginário medieval, aqui presente, reflete um conjunto de ideias que foram concebidas ao longo da história, remetendo para uma mitificação desse período por parte do público em geral, que ao se depararem com as expetativas que tinham sobre esta época no jogo, acabaram por torná-lo um fenómeno de vendas. Da mesma maneira, a banda sonora encontra-se maioritariamente “anacrónica”, face ao verdadeiro caráter do que foi a música medieval, embora tal banda sonora seja assumida pelos jogadores como algo verdadeiramente da época. Um conjunto de clichés musicais fazem-se igualmente sentir, de forma a estabelecer marcadores de classe, de acordo com o estatuto das personagens (Bourdieu, 1979). A figura musical, o Bardo, reflete a conceção romântica do que é o génio musical, reunindo um conjunto de estereótipos que lhe são diretamente associados, nomeadamente o facto de lhe ser pedido que se embebede para ter mais inspiração ou por ser a personagem que recebe menos dinheiro, o que a conduz a uma determinada marginalização face aos restantes heróis. Estas questões podem ser analisadas à luz da teoria de Goffman (Goffman, 1975), que remete para a criação de um estigma social em torno da figura do músico quer no jogo, quer na vida real. Este trabalho expõe, a partir do videojogo, a forma como a época medieval é perspetivada, na atualidade, pelo público em geral, refletindo um conjunto de construções históricas que desencadearam diversos pré-conceitos, que se perpetuaram até aos nossos dias, sugerindo igualmente, formas alternativas para se chegar a um público mais vasto e contribuindo para uma maior ligação entre este e a academia.

KW - Anacronismo

KW - Bardo

KW - Estigma social

KW - Média

KW - Sims Medieval

M3 - Conference contribution

SN - 978-989-755-377-6

SP - 260

EP - 277

BT - Log In, Live On

A2 - Ribeiro, Paula Gomes

A2 - Freitas, Joana

A2 - Durand , Júlia

A2 - Malhado , André

PB - Humus

CY - Vila Nova de Famalicão

ER -

Lima M. Simsdieval: A construção híbrida do período medieval num videojogo. In Ribeiro PG, Freitas J, Durand J, Malhado A, editors, Log In, Live On: Música e Cibercultura na era da Internet of Things. Vila Nova de Famalicão: Humus. 2018. p. 260-277