Setúbal, cidade vermelha: 1974 | 1975

Research output: Book/ReportBook

1846 Downloads (Pure)

Abstract

O presente livro está dividido em cinco partes. Na primeira parte tentar-se-á explicar as transformações de que a cidade foi alvo nos tempos imediatamente anteriores a Abril, para que se entenda a razão pela qual o golpe funcionou aqui como um rápido rastilho que ateou o fogo a uma Revolução. Descrever-se-á, ainda, como Setúbal sentiu o 25 de Abril propriamente dito, como aqui decorreu o golpe, os obstáculos superados e a situação vivenciada no tempo veloz que se lhe seguiu.Na segunda, far-se-á uma breve abordagem do 25 de Abril, no sentido de nos situarmos no país que éramos em 1974. Abordar-se-á a evolução política, a radicalização crescente da cidade após os golpes de 28 de Setembro e 11 de Março, a ambiência do chamado Verão quente e, finalmente, o 25 de Novembro, enquanto data a partir da qual começou o refluxo revolucionário, um fim de ciclo, o esmorecer de um “incêndio”. Na terceira parte analisar-se-á o decurso da Revolução, tentando articular a situação a nível nacional com a específica situação desta cidade em toda a sua carga idiossincrática. O novo poder autárquico, o governo da cidade, será analisado na quarta parte. A Comissão Administrativa, que funcionará até às primeiras eleições autárquicas, realizadas a 12 de dezembro de 1976, não irá ter vida fácil. Viverá dias de grande inquietação, com os Paços do Concelho várias vezes ocupados, sofrerá pressões de origem vária, protagonizará episódios bizarros, tomará decisões questionáveis, sendo que, no entanto, nunca uma Câmara foi sentida como a casa dos seus munícipes, como a que governava naqueles dias atravessados pela Revolução. A organização partidária, a imprensa local e a Igreja Católica serão o objeto de estudo na última parte. A organização partidária permite uma outra leitura desta particular conjuntura política. Como se organizavam os partidos, que áreas de intervenção privilegiavam, que tipo de dinâmicas ou de contenções imprimiam, quais eram os seus programas, como se posicionavam face às eleições, enfim, o que era a Setúbal partidária.
Original languagePortuguese
Place of PublicationSetúbal
PublisherEstuário | Instituto Politécnico de Setúbal - Escola Superior de Educação / Câmara Municipal de Setúbal
Number of pages336
ISBN (Print)978-972-8017-22-4
Publication statusPublished - Apr 2017

Keywords

  • Setúbal
  • PREC
  • 25 de Abril de 1974
  • 1974-75
  • História local de Setúbal

Cite this