Romper o Cerco: a Rússia de Putin e a Nova Guerra Fria

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

1 Downloads (Pure)

Abstract

Este artigo analisa o surgimento de Vladimir Putin como opositor do Ocidente. Liderada por Boris Ieltsin, a traumática transição para o pós-comunismo dos anos 1990 gerou as condições que levaram o Kremlin a desenvolver uma política externa em oposição aos aliados ocidentais. Acreditando estar “cercada” pela NATO e pela União Europeia, Moscovo assumiu uma postura crescentemente assertiva que terminaria com as intervenções militares na Geórgia e na Ucrânia. Esta assertividade russa deu origem a uma “nova guerra fria”. O artigo pretende demonstrar que a competição geopolítica com a Rússia constitui um elemento estrutural da política internacional contemporânea.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)116-148
Number of pages33
JournalNação e Defesa
Issue number150
Publication statusPublished - 2018

Cite this