Revisitando a história da organização da ciência: agências de política científica em perspectiva comparada

Research output: Contribution to journalArticle

35 Downloads (Pure)

Abstract

É relativamente frequente, no domínio das ciências sociais – salientando a historiografia e a história da ciência em particular –, reconhecer o lugar da institucionalização e profissionalização da ciência moderna na evolução e desenvolvimento do conhecimento, das ciências e das técnicas na época contemporânea. Não são, todavia, suficientemente entendidas as diferenças entre as várias agências de Ciência (e Tecnologia), o seu perfil e a sua missão, nomeadamente tendo presentes as diferentes conjunturas históricas em que são criadas, reformadas e/ou recriadas, constituindo-se diferentes modelos com implicações históricas nos próprios pressupostos das políticas científicas nacionais. Assim, seguindo-se uma metodologia de história comparada, procura-se aqui então compreender, comparar e diferenciar as experiências nacionais de alguns países europeus e dos Estados Unidos, captando semelhanças e diferenças e a troca de influências e intercâmbios entre algumas entidades congéneres, promotoras de políticas científicas nacionais, desde a primeira metade do século XX e, em particular, a partir do período entre-guerras.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)212-246
Number of pages34
JournalRevista Tecnologia e Sociedade
Volume15
Issue number35
DOIs
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Organização da Ciência
  • Agências de Ciência
  • Políticas científicas
  • História Comparada
  • CTI – Ciência, Tecnologia e Inovação

Cite this