Representações da mulher na imprensa periódica do século XIX

Research output: Contribution to conferenceAbstract

1 Downloads (Pure)

Abstract

A imprensa portuguesa, ao longo do século XIX, teve uma expansão de tal forma significativa que levou Oliveira Marques a dizer “O Portugal de então era um país de jornais”. No mesmo período assistiu-se às primeiras manifestações de emancipação da mulher em Portugal, da qual a imprensa fará eco e servirá como principal veículo da sua afirmação pública. Acompanhando o crescimento da imprensa generalista, surgem os primeiros periódicos especializados com o objectivo de criar um espaço discursivo distinto que respondesse aos anseios do público melómano. Esta tentativa nem sempre foi coroada de êxito e a irregularidade e efemeridade dos títulos surgidos são disso testemunho. Apesar da sua existência descontínua, diversas metáforas sobre a mulher são construídas no discurso sobre a música quer na crítica dos concertos como em rubricas a ela dedicadas. Em que medida as imagens da mulher, nas narrativas do(s) cronista(s), se inscrevem em topoi socialmente construídos é o que pretendemos discutir na presente comunicação.
Original languagePortuguese
Publication statusPublished - 9 Mar 2017
EventI Jornadas do NEMI - CESEM, Lisbon, Portugal
Duration: 9 Mar 2017 → …

Conference

ConferenceI Jornadas do NEMI
CountryPortugal
CityLisbon
Period9/03/17 → …

Cite this