Repositórios institucionais: constrangimentos no processo de disponibilização de conteúdos científicos

Judite A. Gonçalves Freitas, Joaquim Luís Costa

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

O objeto deste artigo é o de contribuir para a compreensão do novo cenário da comunicação científica em Portugal no século XXI e o papel dos repositórios institucionais nesse processo, salientando os principais constrangimentos das práticas de depósito a partir do estudo recente que efetuamos sobre os repositórios institucionais das universidades públicas portuguesas. Principiamos pela problematização do conceito de «repositório» considerando as teses de autor e fechando com a nossa formulação. A análise desenvolve-se em torno de um tópico essencial no estudo das atuais práticas dos repositórios institucionais em acesso aberto, a relação estabelecida entre os produtores de ciência e os «armazéns de conhecimento» e os constrangimentos colocados pela atual forma de organização da ciência nas plataformas. Apontam-se os principais constrangimentos ao auto arquivo, à disponibilização e ao acesso à informação científica em Portugal. Por fim, estima-se o grau de adaptação das ciências humanas e sociais ao uso dos repositórios institucionais.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)69-81
Number of pages13
JournalCadernos da BAD
Issue number1
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Comunicação científica
  • Repositório institucional
  • Acesso livre
  • Ciência da Informação

Cite this