Repensar os cânones de representação da família e do género nas práticas líricas

Research output: Contribution to journalArticle

1 Citation (Scopus)
2 Downloads (Pure)

Abstract

O presente artigo debate os sistemas de significado e as dimensões ideológicas subjacentes a quadros de reprodução de cânones músico-dramatúrgicos baseados em fórmulas construídas, em grande medida, na primeira metade do século XIX, no contexto do enraizamento e da disseminação dos modelos italianos do bel canto, e das condições de produção que a estes presidem. Argumento, através da referência a quadros concretos de produção, que a necessidade de fixação, e subsequente reprodução,de uma gramática de situações e de um esquema dramático se deve, por um lado, às exigências do mercado, que estimulam o incremento da circulação de produtos operísticos e, por outro, às necessidades do exercício de autorregulação dos comportamentos e normas sociais. Neste contexto, incidirei especialmente sobre dois aspectos,o da representação do núcleo familiar e o da estratificação de gênero neste processo,problematizando-os como instrumentos ideológicos de controle social.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)163-172
Number of pages9
JournalRevista Sociedade e Cultura
Volume15
Issue number1
DOIs
Publication statusPublished - 17 Oct 2012

Keywords

  • género e música
  • cânone musical
  • musical canon
  • gender and music
  • opera
  • ópera
  • music theatre

Cite this