Religião como cultura?

As festas do Divino, o tambor de mina e o regime patrimonial

Translated title of the contribution: Religion as Culture?: Holy Ghost festas, tambor de mina and the heritage regime

Research output: Contribution to journalArticle

7 Downloads (Pure)

Abstract

Este artigo visa proceder ao exame das políticas e práticas de objetificação das festas do Divino de São Luís (Maranhão) e dos seus impactos nos terreiros de tambor de mina, onde se realiza a maioria das festas. Defende que um dos efeitos dessas políticas e práticas foi a culturalização das festas, isto é, a sua tematização em torno de ideias sobre cultura, raízes e tradição. Examina também os termos dessa culturalização. Esta deve ser vista não tanto como um processo de ressignificação radical das festas, mas como um processo de adição de um novo significado – cultural – aos significados – religiosos e sociais – que continuam a caracterizar as festas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)91-112
Number of pages21
JournalRevista Pós Ciências Sociais
Volume15
Issue number30
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Fingerprint

Religion
regime

Keywords

  • Religião
  • Festa
  • Tambor de Mina

Cite this

@article{29b3404d00fa4f8a98383cb70186f1b8,
title = "Religi{\~a}o como cultura?: As festas do Divino, o tambor de mina e o regime patrimonial",
abstract = "Este artigo visa proceder ao exame das pol{\'i}ticas e pr{\'a}ticas de objetifica{\cc}{\~a}o das festas do Divino de S{\~a}o Lu{\'i}s (Maranh{\~a}o) e dos seus impactos nos terreiros de tambor de mina, onde se realiza a maioria das festas. Defende que um dos efeitos dessas pol{\'i}ticas e pr{\'a}ticas foi a culturaliza{\cc}{\~a}o das festas, isto {\'e}, a sua tematiza{\cc}{\~a}o em torno de ideias sobre cultura, ra{\'i}zes e tradi{\cc}{\~a}o. Examina tamb{\'e}m os termos dessa culturaliza{\cc}{\~a}o. Esta deve ser vista n{\~a}o tanto como um processo de ressignifica{\cc}{\~a}o radical das festas, mas como um processo de adi{\cc}{\~a}o de um novo significado – cultural – aos significados – religiosos e sociais – que continuam a caracterizar as festas.",
keywords = "Religi{\~a}o, Festa, Tambor de Mina",
author = "Jo{\^a}o Leal",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147310/PT# UID/ANT/04038/2013",
year = "2018",
doi = "10.18764/2236-9473.v14n27p91-112",
language = "Portuguese",
volume = "15",
pages = "91--112",
journal = "Revista P{\'o}s Ci{\^e}ncias Sociais",
issn = "1983-4527",
number = "30",

}

Religião como cultura? As festas do Divino, o tambor de mina e o regime patrimonial. / Leal, Joâo.

In: Revista Pós Ciências Sociais, Vol. 15, No. 30, 2018, p. 91-112.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - Religião como cultura?

T2 - As festas do Divino, o tambor de mina e o regime patrimonial

AU - Leal, Joâo

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147310/PT# UID/ANT/04038/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - Este artigo visa proceder ao exame das políticas e práticas de objetificação das festas do Divino de São Luís (Maranhão) e dos seus impactos nos terreiros de tambor de mina, onde se realiza a maioria das festas. Defende que um dos efeitos dessas políticas e práticas foi a culturalização das festas, isto é, a sua tematização em torno de ideias sobre cultura, raízes e tradição. Examina também os termos dessa culturalização. Esta deve ser vista não tanto como um processo de ressignificação radical das festas, mas como um processo de adição de um novo significado – cultural – aos significados – religiosos e sociais – que continuam a caracterizar as festas.

AB - Este artigo visa proceder ao exame das políticas e práticas de objetificação das festas do Divino de São Luís (Maranhão) e dos seus impactos nos terreiros de tambor de mina, onde se realiza a maioria das festas. Defende que um dos efeitos dessas políticas e práticas foi a culturalização das festas, isto é, a sua tematização em torno de ideias sobre cultura, raízes e tradição. Examina também os termos dessa culturalização. Esta deve ser vista não tanto como um processo de ressignificação radical das festas, mas como um processo de adição de um novo significado – cultural – aos significados – religiosos e sociais – que continuam a caracterizar as festas.

KW - Religião

KW - Festa

KW - Tambor de Mina

U2 - 10.18764/2236-9473.v14n27p91-112

DO - 10.18764/2236-9473.v14n27p91-112

M3 - Article

VL - 15

SP - 91

EP - 112

JO - Revista Pós Ciências Sociais

JF - Revista Pós Ciências Sociais

SN - 1983-4527

IS - 30

ER -