Regeneração da cidade através do processo de reabilitação do património edificado

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contributionpeer-review

Abstract

O estado avançado de degradação do parque edificado e a inadequação da oferta habitacional face aos novos padrões de conforto são alguns dos problemas que estão na origem da crescente desertificação dos centros das cidades. O possibilidade de externalização dos custos decorrentes do fenómeno de expansão urbana permitiu que, durante várias décadas, a opção pela nova construção fosse mais atrativa do que a recuperação do edificado existente num contexto meramente económico. Com o agravar da crise financeira e os seus efeitos na economia em paralelo com a necessidade de implementação de políticas ambientais de longo prazo, emerge o imperativo de adoção de um modelo de desenvolvimento urbano mais sustentável. Com base neste contexto surge a oportunidade para o reforço das ações de reabilitação do parque edificado existente em contraponto com o continuar da expansão da construção nova. Desta conjugação de temas é tornada evidente a vantagem que da reabilitação do património edificado decorrerá para a qualificação da cidade atual. A área da reabilitação do património tem também vindo a ganhar relevo pela sua associação ao conceito de Desenvolvimento Sustentável pela reutilização de recursos e melhoria da eficiência energética dos edifícios antigos que produz, bem como para o contributo que introduz no processo de regeneração da cidade quer a nível ambiental, económico e social promove para os países. Contudo, a reabilitação à escala do edifício não permite garantir a resposta a fatores como o problema da desertificação dos centros das cidades. A cultura do transporte individual tem tornado pouco atrativas as áreas onde se verifica uma ausência de espaços destinados a estacionamento bem como, a inexistência de infraestruturas, serviços e equipamentos de apoio à função de habitar. Estes fatores são em si uma consequência do fenómeno da desertificação do centro da cidade, e que resulta numa barreira à entrada de novos habitantes. Nesta comunicação serão discutidas algumas das causas que conduzem à desertificação do centro da cidade, e de que forma estas criaram o estado de carencia de funções consideradas necessárias a uma boa atratividade e vivência da cidade, mostrando os desafios que se colocam para o esforço do repovoamento do centro das cidades.
Original languageUnknown
Title of host publicationCongresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono
Pages1-12
Publication statusPublished - 1 Jan 2013
Event2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono -
Duration: 1 Jan 2013 → …

Conference

Conference2º CIHEL 2013 - Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono
Period1/01/13 → …

Cite this