Rafael Bordalo Pinheiro, “Pintor da Modernidade”? Algumas Breves Reflexões a partir do Opúsculo de Baudelaire

Research output: Contribution to journalArticle

4 Downloads (Pure)

Abstract

Neste artigo, propomos uma interpretação da obra do caricaturista oitocentista português, Rafael Bordalo Pinheiro, a partir do ensaio de Charles Baudelaire, «Le Peintre de la vie moderne». Esta leitura segue um triplo propósito: determinar um conjunto de correspondências entre o que o autor francês preconiza e o que os trabalhos de Bordalo revelam; refletir sobre a respetiva relação com a Modernidade e, por essa via, sobre a nossa própria; caracterizar o modo privilegiado como a caricatura se inscreve no etos moderno. Esse percurso leva-nos a introduzir a ideia, que cremos inovadora, de um riso de inclusão, a par dos já convencionais riso de exclusão e riso de acolhimento.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)119-138
Number of pages20
JournalRevista XIX - Artes e Técnicas em Transformação
Volume1
Issue number5
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Bordalo
  • Baudelaire
  • Modernidade
  • Caricatura
  • Risa

Cite this