Promontórios Sagrados em Portugal

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

O Cabo de Sagres (in sacris) é conhecido desde a mais alta Antiguidade e traz consigo um conjunto significativo de comportamentos que marcam no espaço e no tempo a expansão do classicismo e suas dinâmicas civilizacionais veiculadas pelas línguas grega e latina, pela cultura e pela arte. Sobressai esta última pela génese da arquitectura, no sentido estrito, através de propostas novas no domínio da ars e da techne. Uma rosa dos ventos delineada no Promontório de Sagres motiva uma abordagem de teor vitruviano à primordial figura do octógono, que desde o início marcou toda a actividade artística clássica, com destaque para a arquitectura e para o urbanismo.
Original languagePortuguese
Title of host publicationHorizontes Artísticos da Lusitânia
Subtitle of host publicationDinâmicas da Antiguidade Clássica e Tardia em Portugal. Séculos I a VIII
EditorsManuel Justino Maciel, Filomena Limão
Place of PublicationLisboa
PublisherCanto Redondo – Edição e Produção, Lda
Pages76-93
Number of pages18
ISBN (Print)978-989-54274-4-4
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Classicismo
  • Rosa dos ventos
  • Urbanismo
  • Arquitectura

Cite this

Maciel, M. J. P. (2019). Promontórios Sagrados em Portugal. In M. J. Maciel, & F. Limão (Eds.), Horizontes Artísticos da Lusitânia: Dinâmicas da Antiguidade Clássica e Tardia em Portugal. Séculos I a VIII (pp. 76-93). Lisboa: Canto Redondo – Edição e Produção, Lda.