Projecto Apriés (Mênfis/Kom Tuman): contributos para uma compreensão da alteração nas rotas tradicionais do imperialismo egípcio

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contributionpeer-review

38 Downloads (Pure)

Abstract

O projecto arqueológico “Palácio de Apriés, Mênfis” desenvolvido por uma equipa portuguesa, em Kôm Tumân, confirmou algumas das hipóteses levantadas por Petrie (1909-1910) e por Kemp (1976) nas suas pesquisas, mas ajudou sobretudo a clarificar a realidade política da dinastia saíta. Apriés foi o 4º faraó da XXVI dinastia (Época Baixa–Período Saíta), tendo governado o Egipto entre 589 e 570 a.C. O seu curto reinado, que tem expressão material no palácio erguido em Kôm Tumân, e nos múltiplos artefactos deixados no campo de mercenários anexo ao palácio e na zona de armazéns, a sul, marca o fim de uma política na história imperialista do Egipto e o início de uma nova rota que privilegia o Mediterrâneo.
Original languagePortuguese
Title of host publicationActas V Congresso Ibérico de Egiptología
Subtitle of host publicationV Congresso Ibérico de Egiptología, Cuenca, 9 a 12 de marzo de 2015
EditorsLaura Burgos Bernal, Antonio Pérez Largacha, Inmaculada Vivas Sainz
Place of PublicationMadrid
PublisherEdiciones de la Universidad de Castilla-la Mancha
Pages1071-1078
Number of pages7
ISBN (Print)978-84-9044-240-1
Publication statusPublished - 2017
EventCongresso Ibérico de Egiptologia - Cuenca, Castilla-La Mancha, Spain
Duration: 9 Mar 201512 Mar 2015
Conference number: V

Publication series

NameEstudios
PublisherEdiciones de la Universidad de la UCLM
Volume157

Conference

ConferenceCongresso Ibérico de Egiptologia
CountrySpain
CityCastilla-La Mancha
Period9/03/1512/03/15

Keywords

  • Palácio de Apriés
  • Mediterrâneo
  • Período Saíta
  • Kom Tuman
  • Mênfis

Cite this