Problema de camada limite: equações de Navier-Stokes e de Euler

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Neste trabalho é considerado um fluido viscoso e incompressível num domínio limitado bidimensional com fronteiras permeáveis. O movimento do fluido é descrito pela equação de Navier-Stokes e a impermeabilidade é caracterizada por uma condição de fronteira do tipo “Navier-slip”. O objetivo deste trabalho consiste no estudo assintótico do fluido viscoso (quando a viscosidade tende para zero) o qual é fundamental para a compreensão do fenómeno da turbulência das camadas limite. É provado que o fluxo limite corresponde a soluções da equação de Euler com a mesma condição de fronteira sobre a região de entrada de fluido. A convergência é obtida nos espaços de Sobolev W1 p , p > 2 munidos da topologia forte, os quais correspondem aos espaços dos dados iniciais. palavras-chave: Equações de Navier-Stokes, equações de Euler, condições de fronteir
Original languageUnknown
Pages (from-to)31–34
JournalBoletim da Sociedade Portuguesa de Matemática
VolumeSpecial Issue
Issue numberNA
Publication statusPublished - 1 Jan 2012

Keywords

    Cite this

    @article{3b99b09107b049b4887fa9067c49de71,
    title = "Problema de camada limite: equa{\cc}{\~o}es de Navier-Stokes e de Euler",
    abstract = "Neste trabalho {\'e} considerado um fluido viscoso e incompress{\'i}vel num dom{\'i}nio limitado bidimensional com fronteiras perme{\'a}veis. O movimento do fluido {\'e} descrito pela equa{\cc}{\~a}o de Navier-Stokes e a impermeabilidade {\'e} caracterizada por uma condi{\cc}{\~a}o de fronteira do tipo “Navier-slip”. O objetivo deste trabalho consiste no estudo assint{\'o}tico do fluido viscoso (quando a viscosidade tende para zero) o qual {\'e} fundamental para a compreens{\~a}o do fen{\'o}meno da turbul{\^e}ncia das camadas limite. {\'E} provado que o fluxo limite corresponde a solu{\cc}{\~o}es da equa{\cc}{\~a}o de Euler com a mesma condi{\cc}{\~a}o de fronteira sobre a regi{\~a}o de entrada de fluido. A converg{\^e}ncia {\'e} obtida nos espa{\cc}os de Sobolev W1 p , p > 2 munidos da topologia forte, os quais correspondem aos espa{\cc}os dos dados iniciais. palavras-chave: Equa{\cc}{\~o}es de Navier-Stokes, equa{\cc}{\~o}es de Euler, condi{\cc}{\~o}es de fronteir",
    keywords = "condi{\cc}{\~o}esde fronteira de {"}Navier-slip{"}, Equa{\cc}{\~o}es de Navier-Stokes, turbul{\^e}ncia, equa{\cc}{\~o}es de Euler, camada limite de fronteira, limite viscoso",
    author = "Marques, {Maria Fernanda de Almeida Cipriano Salvador}",
    year = "2012",
    month = "1",
    day = "1",
    language = "Unknown",
    volume = "Special Issue",
    pages = "31–34",
    journal = "Boletim da Sociedade Portuguesa de Matem{\'a}tica",
    issn = "0872-3672",
    publisher = "Sociedade Portuguesa de Matem{\'a}tica",
    number = "NA",

    }

    Problema de camada limite: equações de Navier-Stokes e de Euler. / Marques, Maria Fernanda de Almeida Cipriano Salvador.

    In: Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática, Vol. Special Issue, No. NA, 01.01.2012, p. 31–34.

    Research output: Contribution to journalArticle

    TY - JOUR

    T1 - Problema de camada limite: equações de Navier-Stokes e de Euler

    AU - Marques, Maria Fernanda de Almeida Cipriano Salvador

    PY - 2012/1/1

    Y1 - 2012/1/1

    N2 - Neste trabalho é considerado um fluido viscoso e incompressível num domínio limitado bidimensional com fronteiras permeáveis. O movimento do fluido é descrito pela equação de Navier-Stokes e a impermeabilidade é caracterizada por uma condição de fronteira do tipo “Navier-slip”. O objetivo deste trabalho consiste no estudo assintótico do fluido viscoso (quando a viscosidade tende para zero) o qual é fundamental para a compreensão do fenómeno da turbulência das camadas limite. É provado que o fluxo limite corresponde a soluções da equação de Euler com a mesma condição de fronteira sobre a região de entrada de fluido. A convergência é obtida nos espaços de Sobolev W1 p , p > 2 munidos da topologia forte, os quais correspondem aos espaços dos dados iniciais. palavras-chave: Equações de Navier-Stokes, equações de Euler, condições de fronteir

    AB - Neste trabalho é considerado um fluido viscoso e incompressível num domínio limitado bidimensional com fronteiras permeáveis. O movimento do fluido é descrito pela equação de Navier-Stokes e a impermeabilidade é caracterizada por uma condição de fronteira do tipo “Navier-slip”. O objetivo deste trabalho consiste no estudo assintótico do fluido viscoso (quando a viscosidade tende para zero) o qual é fundamental para a compreensão do fenómeno da turbulência das camadas limite. É provado que o fluxo limite corresponde a soluções da equação de Euler com a mesma condição de fronteira sobre a região de entrada de fluido. A convergência é obtida nos espaços de Sobolev W1 p , p > 2 munidos da topologia forte, os quais correspondem aos espaços dos dados iniciais. palavras-chave: Equações de Navier-Stokes, equações de Euler, condições de fronteir

    KW - condiçõesde fronteira de "Navier-slip"

    KW - Equações de Navier-Stokes

    KW - turbulência

    KW - equações de Euler

    KW - camada limite de fronteira

    KW - limite viscoso

    M3 - Article

    VL - Special Issue

    SP - 31

    EP - 34

    JO - Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática

    JF - Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática

    SN - 0872-3672

    IS - NA

    ER -