Presenças musicais: do Cancioneiro de Resende ao Cancioneiro de Elvas (passando pelo Cancioneiro da Biblioteca Nacional)

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Uma das secções mais ricas do Cancioneiro, do ponto de vista da terminologia musical, é aquela que transmite, numa sequência coerente, as trovas endereçadas a D. Diogo, Duque de Viseu, tendo como tema uma cena de pancadaria ocorrida entre dois cantores profissionais. A guerra privada entre um Tenor (ou seja, um cantor especializado na sustentação vocal, geralmente pausada e relativamente grave, da linha fundacional de uma composição ou improvisação polifónica) e outro cantor especializado na parte aguda de Tipre ou Tiple (ou seja, o Triplum, terceira voz da polifonia), geralmente mais ágil que as vozes inferiores, é o pretexto para vinte variações poéticas que envolvem dezanove autores diferentes.
Original languagePortuguese
Title of host publicationCancioneiro Geral de Garcia de Resende
Subtitle of host publicationUm Livro à Luz da História
EditorsCristina Almeida Ribeiro, Sara Rodrigues de Sousa
Place of PublicationVila Nova de Famalicão
PublisherEdições Humus
Pages105-122
Number of pages18
ISBN (Print)978-989-8549-54-9
Publication statusPublished - 2013

Cite this

Ferreira, M. P. R. (2013). Presenças musicais: do Cancioneiro de Resende ao Cancioneiro de Elvas (passando pelo Cancioneiro da Biblioteca Nacional). In C. A. Ribeiro, & S. R. D. Sousa (Eds.), Cancioneiro Geral de Garcia de Resende: Um Livro à Luz da História (pp. 105-122). Edições Humus.