PREFERÊNCIAS DE TURISTAS E RESIDENTES QUANTO A UMA DIVERSIFICAÇÃO TURÍSTICA E RECREATIVA NOS CONCELHOS DE SILVES, ALBUFEIRA E LOULÉ: UMA OPORTUNIDADE DE ADAPTAÇÃO E REFORÇO DE RESILIÊNCIA NUM CONTEXTO CLIMÁTICO EM MUDANÇA

André Filipe Samora Arvela, Jorge Ferreira, Thomas Panagopoulos, Eric Vaz

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

5 Downloads (Pure)

Abstract

A oferta turística e recreativa dos concelhos de Silves, Albufeira e Loulé, região do Algarve, passa, essencialmente, pela promoção do produto “sol e mar” e pela qualificação dos seus ativos litorais, estabelecendo um quadro de fraca diferenciação turística que, a juntar-se aos impactes das alterações climáticas, representa uma ameaça à resiliência de um território, que, sobranceiramente, assenta o seu de desenvolvimento no turismo balnear. Esta base pode vir a ser afetada pela subida do nível médio das águas do mar através da inerente disrupção do recurso turístico, até agora, mais valorizado e sobre o qual recai a dependência do setor turístico deste território: a Praia. Destarte, uma heterogeneização dos produtos turísticos não litorais constitui uma oportunidade de reforço de resiliência regional aos presentes e futuros desafios. Daí emerge a necessidade de estudar, comparativamente, as preferências complementares dos turistas e residentes da região, no sentido de descortinar a sua disposição em diversificar a sua experiência recreativa, vincadamente balnear, não apenas em espaços urbanizados litorais, mas também em territórios interiores de baixa
densidade. Consequentemente, esta opção estratégica pode representar uma via de robustecimento da resiliência e sustentabilidade por diversificação e, desse modo, afirmar-se como uma medida de adaptação cultural, e não apenas
instrumental, aos impactes das alterações climáticas neste território. Neste âmbito, foi aplicado um inquérito a 400 turistas balneares e a 400 residentes dos três concelhos que constituem a área de estudo no sentido de auscultar o seu interesse por atividades, para além do sol e mar, tais como atividades de turismo da natureza e touring cultural e paisagístico. Demonstra-se, através dos resultados obtidos, que é notório o gosto complementar por outros espaços e atividades turísticas e recreativas não balneares, podendo ser importantes na instrução de políticas públicas direcionadas para a valorização das alternativas mais apreciadas.
Original languagePortuguese
Title of host publicationXII CONGRESSO DA GEOGRAFIA PORTUGUESA
Subtitle of host publicationLIVRO DE ATAS
EditorsPaula Cristina Remoaldo, Maria José Caldeira, Virgínia Teles, Elaine Scalabrini, José Alberto Rio Fernandes
Place of PublicationBraga
PublisherUniversidade do Minho
Pages321-327
Number of pages6
ISBN (Print)978-989-98857
Publication statusPublished - Mar 2020
EventXII Congresso da Geografia Portuguesa - Guimarães, Guimarães, Portugal
Duration: 13 Nov 201915 Nov 2019
https://2019xiicgp.weebly.com/

Conference

ConferenceXII Congresso da Geografia Portuguesa
CountryPortugal
CityGuimarães
Period13/11/1915/11/19
Internet address

Keywords

  • Turismo
  • Resiliência regional
  • Sustentabilidade territorial
  • Diversificação

Cite this