Práticas textuais 17 | 18

Noémia de Oliveira Jorge (Editor/Coordinator), Maria Antónia Coutinho (Editor/Coordinator), Marta Fidalgo (Editor/Coordinator), Rute Rosa (Editor/Coordinator)

Research output: Book/ReportScholarly edition

32 Downloads (Pure)

Abstract

Práticas Textuais 17|18 reúne trabalhos de estudantes que frequentaram, no ano letivo referido, a unidade curricular com o mesmo nome, que integra a estrutura curricular da licenciatura em Ciências da Linguagem na NOVA FCSH (Departamento de Linguística).
A publicação é o culminar de uma experiência de ensino/aprendizagem centrada na apropriação de modelos textuais – em particular, o modelo de artigo científico, cujo domínio pode ser determinante no percurso académico de qualquer estudante.
Organizados em duas secções (Língua e literatura e Educação e sociedade), os textos evidenciam a dimensão pessoal dessa apropriação. Porque nenhum saber declarativo (sobre escrita) se substitui à experiência pessoal de escrita. E nenhum saber anteriormente formulado se substitui ao trabalho de (re)formulação – de textualização – de quem dele se apropria.
Original languagePortuguese
Place of PublicationLisboa
PublisherCalameo
Number of pages80
ISBN (Print)978-989-20-8480-0
Publication statusPublished - 2018

Cite this

@book{500b364d26c6441fbf0d95e2b7cf0634,
title = "Pr{\'a}ticas textuais 17 | 18",
abstract = "Pr{\'a}ticas Textuais 17|18 re{\'u}ne trabalhos de estudantes que frequentaram, no ano letivo referido, a unidade curricular com o mesmo nome, que integra a estrutura curricular da licenciatura em Ci{\^e}ncias da Linguagem na NOVA FCSH (Departamento de Lingu{\'i}stica).A publica{\cc}{\~a}o {\'e} o culminar de uma experi{\^e}ncia de ensino/aprendizagem centrada na apropria{\cc}{\~a}o de modelos textuais – em particular, o modelo de artigo cient{\'i}fico, cujo dom{\'i}nio pode ser determinante no percurso acad{\'e}mico de qualquer estudante.Organizados em duas sec{\cc}{\~o}es (L{\'i}ngua e literatura e Educa{\cc}{\~a}o e sociedade), os textos evidenciam a dimens{\~a}o pessoal dessa apropria{\cc}{\~a}o. Porque nenhum saber declarativo (sobre escrita) se substitui {\`a} experi{\^e}ncia pessoal de escrita. E nenhum saber anteriormente formulado se substitui ao trabalho de (re)formula{\cc}{\~a}o – de textualiza{\cc}{\~a}o – de quem dele se apropria.",
author = "Jorge, {No{\'e}mia de Oliveira} and Coutinho, {Maria Ant{\'o}nia} and Marta Fidalgo and Rute Rosa",
year = "2018",
language = "Portuguese",
isbn = "978-989-20-8480-0",
publisher = "Calameo",

}

TY - BOOK

T1 - Práticas textuais 17 | 18

A2 - Jorge, Noémia de Oliveira

A2 - Coutinho, Maria Antónia

A2 - Fidalgo, Marta

A2 - Rosa, Rute

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - Práticas Textuais 17|18 reúne trabalhos de estudantes que frequentaram, no ano letivo referido, a unidade curricular com o mesmo nome, que integra a estrutura curricular da licenciatura em Ciências da Linguagem na NOVA FCSH (Departamento de Linguística).A publicação é o culminar de uma experiência de ensino/aprendizagem centrada na apropriação de modelos textuais – em particular, o modelo de artigo científico, cujo domínio pode ser determinante no percurso académico de qualquer estudante.Organizados em duas secções (Língua e literatura e Educação e sociedade), os textos evidenciam a dimensão pessoal dessa apropriação. Porque nenhum saber declarativo (sobre escrita) se substitui à experiência pessoal de escrita. E nenhum saber anteriormente formulado se substitui ao trabalho de (re)formulação – de textualização – de quem dele se apropria.

AB - Práticas Textuais 17|18 reúne trabalhos de estudantes que frequentaram, no ano letivo referido, a unidade curricular com o mesmo nome, que integra a estrutura curricular da licenciatura em Ciências da Linguagem na NOVA FCSH (Departamento de Linguística).A publicação é o culminar de uma experiência de ensino/aprendizagem centrada na apropriação de modelos textuais – em particular, o modelo de artigo científico, cujo domínio pode ser determinante no percurso académico de qualquer estudante.Organizados em duas secções (Língua e literatura e Educação e sociedade), os textos evidenciam a dimensão pessoal dessa apropriação. Porque nenhum saber declarativo (sobre escrita) se substitui à experiência pessoal de escrita. E nenhum saber anteriormente formulado se substitui ao trabalho de (re)formulação – de textualização – de quem dele se apropria.

M3 - Scholarly edition

SN - 978-989-20-8480-0

BT - Práticas textuais 17 | 18

PB - Calameo

CY - Lisboa

ER -