Práticas musicais e performativas na fronteira luso-espanhola: conexões transnacionais e re-significações locais

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Nesta comunicação pretendo discutir as conexões geográficas e as tendências transnacionais e transfronteiriças, em torno de práticas musicais e performativas que propiciam a resignificação da fronteira luso-espanhola em termos simbólicos. Como objectos empíricos trago ao debate dois estudos de caso desenvolvidos em projectos de investigação em curso: as bandas de gaitas no norte de Portugal, e os grupos de baile flamenco no Baixo Alentejo1 . Ao longo do processo histórico, a fronteira galaico-portuguesa foi transcendida pelas redes sociais que serviam de sustentação às “culturas de orla” (Godinho, 2011). A agricultura foi complementada pelo contrabando, e a passagem de pessoas uniu os dois lados numa cultura
Original languageUnknown
Title of host publicationPeriferias, Fronteras y Diálogos. Simposio: Transnacionalismo, interconexiones geográficas y fronteras en tiempos de crisis. Actas del XIII Congreso de Antropología de la FAAEE
Place of PublicationTarragona
PublisherUniversitat Rovira i Virgili
Pages4151-4167
ISBN (Print)978-84-697-0505-6
Publication statusPublished - 1 Jan 2014

Cite this

Simões, M. D. (2014). Práticas musicais e performativas na fronteira luso-espanhola: conexões transnacionais e re-significações locais. In Periferias, Fronteras y Diálogos. Simposio: Transnacionalismo, interconexiones geográficas y fronteras en tiempos de crisis. Actas del XIII Congreso de Antropología de la FAAEE (pp. 4151-4167). Tarragona: Universitat Rovira i Virgili.