Potencial intermunicipal de utilização de equipamentos desportivos

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

5 Downloads (Pure)

Abstract

O esforço financeiro realizado na última década com a construção intensiva de equipamentos públicos de apoio à prática desportiva, quer quotidiana quer eventual, revelou uma lógica muito centrada no território municipal, sem ter em conta dinâmicas socioeconómicas intermunicipais, induzindo muitas vezes situações de sobre ou subequipamento. Esta constatação constitui um desafio científico, e motivou a investigação que agora se apresenta - projeto ASSIM - Activating Service-Sharing at Inter-municipal scale. O ASSIM tem como o objeto conhecer a utilização intermunicipal existente e avaliar o potencial de futura gestão intermunicipal de equipamentos desportivos municipais na Região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT). O projeto tem como parceiros o CEACT/UAL – Centro de Estudos de Arquitetura, Cidade e Território, o CICS.Nova – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa, a CCDR-LVT – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, o IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude e as câmaras municipais da Amadora, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira. Estes quatro municípios foram selecionados por serem contíguos e pela sua dimensão, bem como pelo uso intensivo das suas instalações desportivas, nomeadamente através da realização ou acolhimento de eventos intermunicipais. Numa fase inicial levantaram-se todos os equipamentos de propriedade e gestão municipal, num total de 127 equipamentos. Destes, foram selecionados 2 em cada município com reconhecido potencial intermunicipal – 1 piscina e 1 pavilhão multiusos -, para estudo mais detalhado quer das condições de oferta da prática desportiva (análise morfológica de cada equipamento), quer como dos utentes destes locais (análise socioeconómica). Partindo da hipótese que os eventos desportivos de âmbito supramunicipal constituem uma oportunidade para a gestão partilhada dos recursos existentes, seguiu-se a análise da dinâmica social decorrente destas atividades. Para tal realizou-se um inquérito com o objetivo de conhecer o público que se desloca a estes equipamentos para assistir a eventos de âmbito regional/nacional. Pretende-se deste modo, saber de onde vêm, como se deslocam, com que frequência, e quais os custos associados a cada deslocação. Os resultados preliminares já nos permitem confirmar o potencial de captação supramunicipal deste tipo de equipamentos, bem como a criação de valor para o município onde se realizam. Estas são as bases que suportarão a definição de recomendações sobre a superação de disfunções e incapacidades, que precisam de ser sistematizadas, para garantir a eficiência económica e a participação do maior número de cidadãos possível, contribuindo igualmente para a qualidade de vida no território.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLivro de atas do XVI Colóquio Ibérico de Geografia
Subtitle of host publicationPenínsula Ibérica no Mundo: problemas e desafios para uma intervenção ativa da Geografia
EditorsJosé Fernandes, Jorge Olcina, Maria Lucinda Fonseca, Eduarda Marques da Costa, Ricardo Garcia, Carlos Freitas
Place of PublicationLisboa
PublisherCentro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa
Pages1344-1352
Number of pages9
ISBN (Print)978-972-636-275-3
Publication statusPublished - 2018
Event
XVI Colóquio Ibérico de Geografia
- Lisboa, Portugal
Duration: 5 Nov 20187 Nov 2018

Conference

Conference
XVI Colóquio Ibérico de Geografia
CountryPortugal
CityLisboa
Period5/11/187/11/18

Keywords

  • Conforto térmico
  • Planeamento sustentável
  • Vegetação urbana

Cite this

Ramalhete, F., Santos, T., Martins, C. L., & Madeiras, C. (2018). Potencial intermunicipal de utilização de equipamentos desportivos. In J. Fernandes, J. Olcina, M. L. Fonseca, E. Marques da Costa, R. Garcia, & C. Freitas (Eds.), Livro de atas do XVI Colóquio Ibérico de Geografia: Península Ibérica no Mundo: problemas e desafios para uma intervenção ativa da Geografia (pp. 1344-1352). [ID757] Lisboa: Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa.