A Secularização Política:

uma quarta via

Translated title of the contribution: Political secularization: A fourth route

Research output: Contribution to journalArticle

1 Downloads (Pure)

Abstract

No mundo ocidental da contemporaneidade têm coabitado diversos modelos de secularização com implicação direta na relação das confissões religiosas com o espaço público de natureza política. Todavia, mesmo o mais acolhedor desses modelos para com a esfera religiosa implica, nem que seja implicitamente, uma neutralização da dinâmica religiosa que deve ser interrogada. O texto que aqui se apresenta procura questionar se tais modelos são suficientes para respaldar seja a própria autonomia do homem, seja a especificidade legítima da esfera política, bem como interrogar-se se esses mesmos modelos são eficazes para um diálogo político internacional com atores que não compartem os mesmos racionais.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)171- 193
Number of pages22
JournalRevista de História das Ideias
Volume36
Issue number2ªsérie
DOIs
Publication statusPublished - 2018

Fingerprint

secularization
Secularization
Route

Keywords

  • Secularização
  • Soberania
  • modernidade
  • Religião
  • Messianismo

Cite this

@article{771941c31d4f446caf372b3d9a252f21,
title = "A Seculariza{\cc}{\~a}o Pol{\'i}tica:: uma quarta via",
abstract = "No mundo ocidental da contemporaneidade t{\^e}m coabitado diversos modelos de seculariza{\cc}{\~a}o com implica{\cc}{\~a}o direta na rela{\cc}{\~a}o das confiss{\~o}es religiosas com o espa{\cc}o p{\'u}blico de natureza pol{\'i}tica. Todavia, mesmo o mais acolhedor desses modelos para com a esfera religiosa implica, nem que seja implicitamente, uma neutraliza{\cc}{\~a}o da din{\^a}mica religiosa que deve ser interrogada. O texto que aqui se apresenta procura questionar se tais modelos s{\~a}o suficientes para respaldar seja a pr{\'o}pria autonomia do homem, seja a especificidade leg{\'i}tima da esfera pol{\'i}tica, bem como interrogar-se se esses mesmos modelos s{\~a}o eficazes para um di{\'a}logo pol{\'i}tico internacional com atores que n{\~a}o compartem os mesmos racionais.",
keywords = "Seculariza{\cc}{\~a}o, Soberania, modernidade, Religi{\~a}o, Messianismo",
author = "Fernandes, {Antonio Manuel Horta}",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147295/PT# UID/CPO/04627/2013",
year = "2018",
doi = "10.14195/2183-8925_36_8",
language = "Portuguese",
volume = "36",
pages = "171-- 193",
journal = "Revista de Hist{\'o}ria das Ideias",
issn = "0870-0958",
publisher = "Universidade de Coimbra",
number = "2ªs{\'e}rie",

}

A Secularização Política: uma quarta via. / Fernandes, Antonio Manuel Horta.

In: Revista de História das Ideias, Vol. 36, No. 2ªsérie, 2018, p. 171- 193.

Research output: Contribution to journalArticle

TY - JOUR

T1 - A Secularização Política:

T2 - uma quarta via

AU - Fernandes, Antonio Manuel Horta

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147295/PT# UID/CPO/04627/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - No mundo ocidental da contemporaneidade têm coabitado diversos modelos de secularização com implicação direta na relação das confissões religiosas com o espaço público de natureza política. Todavia, mesmo o mais acolhedor desses modelos para com a esfera religiosa implica, nem que seja implicitamente, uma neutralização da dinâmica religiosa que deve ser interrogada. O texto que aqui se apresenta procura questionar se tais modelos são suficientes para respaldar seja a própria autonomia do homem, seja a especificidade legítima da esfera política, bem como interrogar-se se esses mesmos modelos são eficazes para um diálogo político internacional com atores que não compartem os mesmos racionais.

AB - No mundo ocidental da contemporaneidade têm coabitado diversos modelos de secularização com implicação direta na relação das confissões religiosas com o espaço público de natureza política. Todavia, mesmo o mais acolhedor desses modelos para com a esfera religiosa implica, nem que seja implicitamente, uma neutralização da dinâmica religiosa que deve ser interrogada. O texto que aqui se apresenta procura questionar se tais modelos são suficientes para respaldar seja a própria autonomia do homem, seja a especificidade legítima da esfera política, bem como interrogar-se se esses mesmos modelos são eficazes para um diálogo político internacional com atores que não compartem os mesmos racionais.

KW - Secularização

KW - Soberania

KW - modernidade

KW - Religião

KW - Messianismo

UR - https://www.scopus.com/record/display.uri?eid=2-s2.0-85054011023&origin=resultslist&sort=plf-f&src=s&sid=a49b4135c1fa280a91eb7c8f91cb395d&sot=autdocs&sdt=autdocs&sl=18&s=AU-ID%2857195395587%29&relpos=0&citeCnt=0&searchTerm=

UR - https://apps.webofknowledge.com/full_record.do?product=WOS&search_mode=GeneralSearch&qid=10&SID=F1v11KusfN8ua4dAoRE&page=1&doc=7

U2 - 10.14195/2183-8925_36_8

DO - 10.14195/2183-8925_36_8

M3 - Article

VL - 36

SP - 171

EP - 193

JO - Revista de História das Ideias

JF - Revista de História das Ideias

SN - 0870-0958

IS - 2ªsérie

ER -