Pensamento, julgamento e “política do mal”: Discussão da abordagem Arendtiana

Research output: Contribution to journalArticle

17 Downloads (Pure)

Abstract

No presente artigo procuramos refletir em torno da conceção de “mal” nas sociedades democráticas modernas. O eixo analítico condutor desta reflexão centrar-se-á na relação entre uma determinada conceção de mal e os pressupostos da intencionalidade e da responsabilidade individual. Para o efeito, partiremos da tese de Arendt sobre a banalidade do mal, produzido e disseminado no âmago de regimes totalitários, discutindo os elos entre a (in) capacidade de pensar e de julgar e o livre-arbítrio, para, de seguida, posicionar algumas hipóteses sobre a compreensão do mal nas sociedades contemporâneas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)150 - 171
Number of pages21
JournalRevista Direitos Humanos e Democracia
Volume4
Issue number7
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Arendt
  • Mal
  • Banalidade
  • Radicalidade
  • Julgamento

Cite this