Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

Abstract

A colocação do sistema de perno e cavilha constitui uma das soluções habituais para aplicação de fachadas em pedra. No entanto, no desenho da respectiva colocação deste sistema existem algumas questões relevantes que promovem uma interacção acentuada entre os materiais de revestimento e os materiais de ligação. O revestimento que foi objecto de estudo diz respeito à fixação de placas de Granito Amarelo de Luzelos, também denominado Amarelo Pardo. Após cerca de 10 anos ter sido finalizada a construção do edifício situado junto ao mar, a fachada em granito começou a apresentar manchas e sinais de oxidação os quais começaram a anunciar indícios claros de perigo de queda. Foram recolhidas amostras em placas, orientadas a norte directamente expostas à acção dos ventos marítimos e da poluição atmosférica e outras protegidas numa passagem coberta. Efectuaram-se ensaios para determinação a massa volúmica aparente, porosidade aberta e resistência à flexão da rocha. Foi avaliada a resistência mecânica dos componentes afectados através da avaliação da dureza de ressalto (martelo de Schmidt). Realizou-se igualmente uma análise microstrutural e análise química dos materiais envolvidos (cavilhas, pernos, buchas e granito). A resistência à compressão ao betão foi igualmente avaliada. Independentemente do tipo de aço aplicado, a colocação de um material mineral com teor em Ferro elevado induz uma "pilha electrolítica", a qual resulta, maioritariamente, em corrosão.
Original languageUnknown
Title of host publicationPATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios
Pages121-126
Publication statusPublished - 1 Jan 2009
EventPATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios -
Duration: 1 Jan 2009 → …

Conference

ConferencePATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios
Period1/01/09 → …

Keywords

    Cite this

    Simão, J. A. D. R. S. (2009). Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos. In PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios (pp. 121-126)
    Simão, Joaquim António dos Reis Silva. / Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos. PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. 2009. pp. 121-126
    @inproceedings{5f950da212294908a409dd36b17d1964,
    title = "Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos",
    abstract = "A coloca{\cc}{\~a}o do sistema de perno e cavilha constitui uma das solu{\cc}{\~o}es habituais para aplica{\cc}{\~a}o de fachadas em pedra. No entanto, no desenho da respectiva coloca{\cc}{\~a}o deste sistema existem algumas quest{\~o}es relevantes que promovem uma interac{\cc}{\~a}o acentuada entre os materiais de revestimento e os materiais de liga{\cc}{\~a}o. O revestimento que foi objecto de estudo diz respeito {\`a} fixa{\cc}{\~a}o de placas de Granito Amarelo de Luzelos, tamb{\'e}m denominado Amarelo Pardo. Ap{\'o}s cerca de 10 anos ter sido finalizada a constru{\cc}{\~a}o do edif{\'i}cio situado junto ao mar, a fachada em granito come{\cc}ou a apresentar manchas e sinais de oxida{\cc}{\~a}o os quais come{\cc}aram a anunciar ind{\'i}cios claros de perigo de queda. Foram recolhidas amostras em placas, orientadas a norte directamente expostas {\`a} ac{\cc}{\~a}o dos ventos mar{\'i}timos e da polui{\cc}{\~a}o atmosf{\'e}rica e outras protegidas numa passagem coberta. Efectuaram-se ensaios para determina{\cc}{\~a}o a massa vol{\'u}mica aparente, porosidade aberta e resist{\^e}ncia {\`a} flex{\~a}o da rocha. Foi avaliada a resist{\^e}ncia mec{\^a}nica dos componentes afectados atrav{\'e}s da avalia{\cc}{\~a}o da dureza de ressalto (martelo de Schmidt). Realizou-se igualmente uma an{\'a}lise microstrutural e an{\'a}lise qu{\'i}mica dos materiais envolvidos (cavilhas, pernos, buchas e granito). A resist{\^e}ncia {\`a} compress{\~a}o ao bet{\~a}o foi igualmente avaliada. Independentemente do tipo de a{\cc}o aplicado, a coloca{\cc}{\~a}o de um material mineral com teor em Ferro elevado induz uma {"}pilha electrol{\'i}tica{"}, a qual resulta, maioritariamente, em corros{\~a}o.",
    keywords = "Granito Amarelo Luzelos, Oxida{\cc}{\~a}o, Fixa{\cc}{\~a}o, Manchas, Revestimentos",
    author = "Sim{\~a}o, {Joaquim Ant{\'o}nio dos Reis Silva}",
    year = "2009",
    month = "1",
    day = "1",
    language = "Unknown",
    isbn = "9789727521098",
    pages = "121--126",
    booktitle = "PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilita{\cc}{\~a}o de Edif{\'i}cios",

    }

    Simão, JADRS 2009, Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos. in PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. pp. 121-126, PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios, 1/01/09.

    Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos. / Simão, Joaquim António dos Reis Silva.

    PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. 2009. p. 121-126.

    Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

    TY - GEN

    T1 - Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos

    AU - Simão, Joaquim António dos Reis Silva

    PY - 2009/1/1

    Y1 - 2009/1/1

    N2 - A colocação do sistema de perno e cavilha constitui uma das soluções habituais para aplicação de fachadas em pedra. No entanto, no desenho da respectiva colocação deste sistema existem algumas questões relevantes que promovem uma interacção acentuada entre os materiais de revestimento e os materiais de ligação. O revestimento que foi objecto de estudo diz respeito à fixação de placas de Granito Amarelo de Luzelos, também denominado Amarelo Pardo. Após cerca de 10 anos ter sido finalizada a construção do edifício situado junto ao mar, a fachada em granito começou a apresentar manchas e sinais de oxidação os quais começaram a anunciar indícios claros de perigo de queda. Foram recolhidas amostras em placas, orientadas a norte directamente expostas à acção dos ventos marítimos e da poluição atmosférica e outras protegidas numa passagem coberta. Efectuaram-se ensaios para determinação a massa volúmica aparente, porosidade aberta e resistência à flexão da rocha. Foi avaliada a resistência mecânica dos componentes afectados através da avaliação da dureza de ressalto (martelo de Schmidt). Realizou-se igualmente uma análise microstrutural e análise química dos materiais envolvidos (cavilhas, pernos, buchas e granito). A resistência à compressão ao betão foi igualmente avaliada. Independentemente do tipo de aço aplicado, a colocação de um material mineral com teor em Ferro elevado induz uma "pilha electrolítica", a qual resulta, maioritariamente, em corrosão.

    AB - A colocação do sistema de perno e cavilha constitui uma das soluções habituais para aplicação de fachadas em pedra. No entanto, no desenho da respectiva colocação deste sistema existem algumas questões relevantes que promovem uma interacção acentuada entre os materiais de revestimento e os materiais de ligação. O revestimento que foi objecto de estudo diz respeito à fixação de placas de Granito Amarelo de Luzelos, também denominado Amarelo Pardo. Após cerca de 10 anos ter sido finalizada a construção do edifício situado junto ao mar, a fachada em granito começou a apresentar manchas e sinais de oxidação os quais começaram a anunciar indícios claros de perigo de queda. Foram recolhidas amostras em placas, orientadas a norte directamente expostas à acção dos ventos marítimos e da poluição atmosférica e outras protegidas numa passagem coberta. Efectuaram-se ensaios para determinação a massa volúmica aparente, porosidade aberta e resistência à flexão da rocha. Foi avaliada a resistência mecânica dos componentes afectados através da avaliação da dureza de ressalto (martelo de Schmidt). Realizou-se igualmente uma análise microstrutural e análise química dos materiais envolvidos (cavilhas, pernos, buchas e granito). A resistência à compressão ao betão foi igualmente avaliada. Independentemente do tipo de aço aplicado, a colocação de um material mineral com teor em Ferro elevado induz uma "pilha electrolítica", a qual resulta, maioritariamente, em corrosão.

    KW - Granito Amarelo Luzelos

    KW - Oxidação

    KW - Fixação

    KW - Manchas

    KW - Revestimentos

    M3 - Conference contribution

    SN - 9789727521098

    SP - 121

    EP - 126

    BT - PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios

    ER -

    Simão JADRS. Patologia em Pedra Natural. Manchas em revestimento de Granito Amarelo Luzelos. In PATORREB, 3º Encontro sobre Patologia e Reabilitação de Edifícios. 2009. p. 121-126