Passado e presente do vilancico na obra de Tavares

Research output: Contribution to conferenceAbstract

Abstract

Manuel de Tavares (c.1585-1638), compositor português que efetuou a sua carreira profissional em Espanha como Mestre de Capela em várias catedrais do continente e das ilhas Canárias, nomeadamente em Baeza (1609-1612), Múrcia (16012-1631), Las Palmas de Gran Canária (1631-1638) e Cuenca (1638), deixou-nos um legado de 28 composições, incindindo em vários géneros musicais. Neste artigo pretende-se caraterizar e analisar os vilancicos da obra do compositor constantes no catálogo da Livraria de D. João IV, obra muito importante para o estudo da música de finais do século XVI e princípios do século XVII, assim como aqueles que chegaram aos nossos dias. Como metodologia, depois da transcrição musical, dos vilancicos, para uma escrita atual, utilizou-se a análise musical de conteúdo, além da pesquisa bibliográfica e documental.
Original languagePortuguese
Pages88-89
Number of pages2
Publication statusPublished - 2018
EventEIMAD - Encontro de Investigação em Música, Artes e Design - Escola Superior de Artes Aplicadas, Instituto Politécnico de Castelo Branco, Castelo Branco, Portugal
Duration: 22 Feb 201824 Feb 2018

Conference

ConferenceEIMAD - Encontro de Investigação em Música, Artes e Design
CountryPortugal
CityCastelo Branco
Period22/02/1824/02/18

Keywords

  • Vilancico
  • Manuel de Tavares
  • Polifonia
  • Catálogo D. João IV
  • Policoralidade

Cite this