Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética)

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

A discussão sobre questões atinentes às relações existentes entre as Literaturas
Africanas e seus autores enquanto sujeitos, no estado atual dos debates sobre a
«genealogia da agência pós-colonial» à escala global, levanta relevantes problemas de ordem ética e epistemológica. O problema da disciplinarização dos estudos literários pós-coloniais revela-se como uma expressiva manifestação do modo como a proeminência do pensamento ocidental eurocêntrico de ascendência anglosaxónica resiste aos modelos teóricos alternativos mais adequados à diversidade epistemológica do mundo hodierno. Por outro lado, a sua problemática denominação como disciplina académica pretende de modo anacrónico revelar a potência de uma Europa cujo sentido organizava-se em torno do colonialismo enquanto período histórico. Neste sentido, regista-se o reconhecimento de uma impotência epistemológica revelada através de uma
conceitualização ambígua que tece as agendas de investigação e ensino de acordo com interesses hegemónicos em determinados países anglófonos. Portanto, há imperativos de natureza ética que impelem determinados setores da academia a proclamar a advocacia do «fim da teoria pós-colonial», pois um único centro já não existe, tudo se fragmenta em legados de outros sujeitos da alteridade num mundo policêntrico.
Original languagePortuguese
Title of host publicationPós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido
EditorsFlávio Garcia, Inocência Mata
Place of PublicationRio de Janeiro
PublisherPublicações Dialogarts
Pages9-31
Number of pages22
ISBN (Print)978-85-8199-060-6
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Estudos literários pós-coloniais
  • Disciplinarização
  • Epistemologia
  • Globalização

Cite this

Kandjimbo , L. D. (2016). Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética). In F. Garcia, & I. Mata (Eds.), Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido (pp. 9-31). Rio de Janeiro: Publicações Dialogarts.
Kandjimbo , Luís Domingos . / Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética). Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido. editor / Flávio Garcia ; Inocência Mata. Rio de Janeiro : Publicações Dialogarts, 2016. pp. 9-31
@inbook{e668ce586ccb4e9597ca09254b957a4e,
title = "Para uma cr{\'i}tica africana dos estudos p{\'o}scoloniais (contra o c{\^a}none ocidental, outros c{\^a}nones e global{\'e}tica)",
abstract = "A discuss{\~a}o sobre quest{\~o}es atinentes {\`a}s rela{\cc}{\~o}es existentes entre as LiteraturasAfricanas e seus autores enquanto sujeitos, no estado atual dos debates sobre a«genealogia da ag{\^e}ncia p{\'o}s-colonial» {\`a} escala global, levanta relevantes problemas de ordem {\'e}tica e epistemol{\'o}gica. O problema da disciplinariza{\cc}{\~a}o dos estudos liter{\'a}rios p{\'o}s-coloniais revela-se como uma expressiva manifesta{\cc}{\~a}o do modo como a proemin{\^e}ncia do pensamento ocidental euroc{\^e}ntrico de ascend{\^e}ncia anglosax{\'o}nica resiste aos modelos te{\'o}ricos alternativos mais adequados {\`a} diversidade epistemol{\'o}gica do mundo hodierno. Por outro lado, a sua problem{\'a}tica denomina{\cc}{\~a}o como disciplina acad{\'e}mica pretende de modo anacr{\'o}nico revelar a pot{\^e}ncia de uma Europa cujo sentido organizava-se em torno do colonialismo enquanto per{\'i}odo hist{\'o}rico. Neste sentido, regista-se o reconhecimento de uma impot{\^e}ncia epistemol{\'o}gica revelada atrav{\'e}s de umaconceitualiza{\cc}{\~a}o amb{\'i}gua que tece as agendas de investiga{\cc}{\~a}o e ensino de acordo com interesses hegem{\'o}nicos em determinados pa{\'i}ses angl{\'o}fonos. Portanto, h{\'a} imperativos de natureza {\'e}tica que impelem determinados setores da academia a proclamar a advocacia do «fim da teoria p{\'o}s-colonial», pois um {\'u}nico centro j{\'a} n{\~a}o existe, tudo se fragmenta em legados de outros sujeitos da alteridade num mundo polic{\^e}ntrico.",
keywords = "Estudos liter{\'a}rios p{\'o}s-coloniais, Disciplinariza{\cc}{\~a}o, Epistemologia, Globaliza{\cc}{\~a}o",
author = "Kandjimbo, {Lu{\'i}s Domingos}",
note = "UID/ELT/00657/2013 O autor indica que o PDF n{\~a}o pode ser disponibilizado.",
year = "2016",
language = "Portuguese",
isbn = "978-85-8199-060-6",
pages = "9--31",
editor = "Fl{\'a}vio Garcia and Inoc{\^e}ncia Mata",
booktitle = "P{\'o}s-colonial e P{\'o}s-colonialismo: propriedades e apropria{\cc}{\~o}es de sentido",
publisher = "Publica{\cc}{\~o}es Dialogarts",

}

Kandjimbo , LD 2016, Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética). in F Garcia & I Mata (eds), Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido. Publicações Dialogarts, Rio de Janeiro, pp. 9-31.

Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética). / Kandjimbo , Luís Domingos .

Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido. ed. / Flávio Garcia; Inocência Mata. Rio de Janeiro : Publicações Dialogarts, 2016. p. 9-31.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

TY - CHAP

T1 - Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética)

AU - Kandjimbo , Luís Domingos

N1 - UID/ELT/00657/2013 O autor indica que o PDF não pode ser disponibilizado.

PY - 2016

Y1 - 2016

N2 - A discussão sobre questões atinentes às relações existentes entre as LiteraturasAfricanas e seus autores enquanto sujeitos, no estado atual dos debates sobre a«genealogia da agência pós-colonial» à escala global, levanta relevantes problemas de ordem ética e epistemológica. O problema da disciplinarização dos estudos literários pós-coloniais revela-se como uma expressiva manifestação do modo como a proeminência do pensamento ocidental eurocêntrico de ascendência anglosaxónica resiste aos modelos teóricos alternativos mais adequados à diversidade epistemológica do mundo hodierno. Por outro lado, a sua problemática denominação como disciplina académica pretende de modo anacrónico revelar a potência de uma Europa cujo sentido organizava-se em torno do colonialismo enquanto período histórico. Neste sentido, regista-se o reconhecimento de uma impotência epistemológica revelada através de umaconceitualização ambígua que tece as agendas de investigação e ensino de acordo com interesses hegemónicos em determinados países anglófonos. Portanto, há imperativos de natureza ética que impelem determinados setores da academia a proclamar a advocacia do «fim da teoria pós-colonial», pois um único centro já não existe, tudo se fragmenta em legados de outros sujeitos da alteridade num mundo policêntrico.

AB - A discussão sobre questões atinentes às relações existentes entre as LiteraturasAfricanas e seus autores enquanto sujeitos, no estado atual dos debates sobre a«genealogia da agência pós-colonial» à escala global, levanta relevantes problemas de ordem ética e epistemológica. O problema da disciplinarização dos estudos literários pós-coloniais revela-se como uma expressiva manifestação do modo como a proeminência do pensamento ocidental eurocêntrico de ascendência anglosaxónica resiste aos modelos teóricos alternativos mais adequados à diversidade epistemológica do mundo hodierno. Por outro lado, a sua problemática denominação como disciplina académica pretende de modo anacrónico revelar a potência de uma Europa cujo sentido organizava-se em torno do colonialismo enquanto período histórico. Neste sentido, regista-se o reconhecimento de uma impotência epistemológica revelada através de umaconceitualização ambígua que tece as agendas de investigação e ensino de acordo com interesses hegemónicos em determinados países anglófonos. Portanto, há imperativos de natureza ética que impelem determinados setores da academia a proclamar a advocacia do «fim da teoria pós-colonial», pois um único centro já não existe, tudo se fragmenta em legados de outros sujeitos da alteridade num mundo policêntrico.

KW - Estudos literários pós-coloniais

KW - Disciplinarização

KW - Epistemologia

KW - Globalização

M3 - Chapter

SN - 978-85-8199-060-6

SP - 9

EP - 31

BT - Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido

A2 - Garcia, Flávio

A2 - Mata, Inocência

PB - Publicações Dialogarts

CY - Rio de Janeiro

ER -

Kandjimbo LD. Para uma crítica africana dos estudos póscoloniais (contra o cânone ocidental, outros cânones e globalética). In Garcia F, Mata I, editors, Pós-colonial e Pós-colonialismo: propriedades e apropriações de sentido. Rio de Janeiro: Publicações Dialogarts. 2016. p. 9-31