Os regimentos das práticas e dos oficiais da Casa da Saúde: Séculos XVI-XVIII

Edite Alberto, Paula Serafim

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Sendo a saúde pública fundamental ao bem-estar social, perante a ameaça de uma epidemia, as autoridades não se pouparam a esforços para obviar as consequências nefastas desse mal. Desde cedo, que os reis decretaram e o município de Lisboa regimentou, medidas ocasionais e rudimentares de saúde pública, contra os surtos epidémicos, e incrementaram práticas específicas e rigorosas visando a sua aplicação. A partir do século XVI deu-se início à promulgação de medidas higiénicas, com maior rigor e policiamento na prevenção sanitária, demonstrando conhecimento do que se passava nesta matéria pela Europa e indicando já um visível grau de avanço técnico e científico.
Original languagePortuguese
Title of host publicationO Hospital Real de Todos-os-Santos
Subtitle of host publicationLisboa e a saúde
EditorsEdite Martins Alberto, Rodrigo Banha da Silva, André Teixeira
Place of PublicationLisboa
PublisherCâmara Municipal de Lisboa
Pages611-621
Number of pages10
ISBN (Print)978-972-8543-57-0
Publication statusPublished - 2020

Keywords

  • Epidemias
  • Saúde Pública
  • Lisboa
  • Leis
  • Casa da Saúde

Cite this