Os mosaicos romanos nas coleções dos Museus de Portugal: Itinerários: paraísos guardados. Paraísos revelados

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

88 Downloads (Pure)

Abstract

Foi prática comum até meados do século XX, por não haver apoio à protecção e manutenção dos mosaicos in situ, transportá-los para os Museus de modo a acautelar o seu desaparecimento ou destruição. Este procedimento permite-nos ainda hoje poder usufruir da beleza de algumas destas peças, proceder ao seu estudo, monitorizá-las e preservá-las para fruição futura. Foi o Museu Nacional de Arqueologia (MNA) que, devido ao esforço do seu primeiro Director, José Leite de Vasconcelos, e do seu sucessor, Manuel Heleno, recebeu, até 1948, o maior número de mosaicos. O nosso estudo debruçar-se-á sobre o modo como foram guardados e preservados os mosaicos das colecções dos nossos museus.

Original languagePortuguese
Title of host publicationAs Imagens do Paradeisos nos Mosaicos da Hispania
EditorsManuel Justino Maciel, Cátia Mourão, Jorge Tomás Garcia
Place of PublicationAmesterdão
PublisherAdolf M. Hakkert Publisher
Pages366-390
Number of pages24
ISBN (Print)978-90-256-1310-5
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • HIstória da Arte
  • Antiguidade
  • Arquelogia
  • Mosaicos
  • Portugal
  • Espanha
  • Museus
  • Conservação
  • Restauro
  • Monotorização

Cite this