Como a Ficção Pós-Colonial Pode Contribuir Para uma Discussão Sobre Reparação Histórica: Leitura de As Telefones (2020) de Djaimilia Pereira de Almeida

Translated title of the contribution: On how can Postcolonial Fiction contribute to a Discussion on Historical Reparation: Reading Djaimilia Pereira de Almeida's As Telefones (2020)

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

3 Downloads (Pure)

Abstract

A literatura pós-colonial portuguesa publicada depois de 1974 deixou na obscuridade o trauma do colonizado. Os autores afrodescendentes das narrativas portuguesas publicadas desde o início da segunda década deste milénio são herdeiros da geração que fez as libertações africanas, mas que, devido aos anos subsequentes de instabilidades políticas e económicas, fazem parte da diáspora afrodescendente que cresceu em Portugal, constituindo a face visível do emaranhado cultural pós-colonial que o colonialismo produziu. Djaimilia Pereira de Almeida, autora de As Telefones (2020), que se analisa no presente artigo, é um exemplo de uma autoria e vivência afrodescendente que tanto deve às referências culturais portuguesas como à cultura angolana. Assim, argumenta-se que as narrativas de autoria portuguesa afrodescendente desestabilizam imaginários cartográficos para refletir sobre a complexidade cultural da vivência afrodescendente, contribuindo para uma polifonia ausente sobre a memória coletiva no espaço público e consequente possibilidade de reparação histórica. Assim, sustenta-se, por um lado, que As Telefones descoloniza a experiência da perda que a literatura publicada depois de 1974 associou à memória e experiência do corpo do colonizador, mas também, e muito significativamente, ao sentimento de saudade, central na cultura portuguesa; por outro lado, defende que a centralidade narrativa do telefone como único meio de transmissão de pós-memória introduz um corte na convenção literária portuguesa que privilegia a escrita como testemunho, validando a oralidade, muito tributária para a génese da literaturas africanas.
Translated title of the contributionOn how can Postcolonial Fiction contribute to a Discussion on Historical Reparation: Reading Djaimilia Pereira de Almeida's As Telefones (2020)
Original languagePortuguese
Pages (from-to)43-59
Number of pages17
JournalComunicação e Sociedade
Volume41
DOIs
Publication statusPublished - 22 Jun 2022

Keywords

  • Afrodescendência
  • Djaimilia Pereira de Almeida
  • Pensamento de Fronteira
  • Projeto Decolonial
  • Reparação Histórica
  • African-descendant
  • Border thinking
  • The decolonial project
  • Historical reparation

Fingerprint

Dive into the research topics of 'On how can Postcolonial Fiction contribute to a Discussion on Historical Reparation: Reading Djaimilia Pereira de Almeida's As Telefones (2020)'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this