O Trabalho e as Migrações na Envolvente da Companhia de Fiação e Tecidos de Guimarães: Operários, Camponeses e “Vendeiros”

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

Neste artigo procuro perceber de que forma a fixação e mobilidade geográfica e a especialização e adaptabilidade profissional são articulados enquanto formas de “melhorar a vida” na envolvente de uma antiga fábrica têxtil do concelho de Guimarães. Atendendo à complexidade das relações familiares e laborais que daqui derivam, procurarei questionar de que forma as estratégias adotadas nas suas trajetórias profissionais e migratórias acompanham a diversidade de situações familiares e de classe a nível local. Considerando que se trata de um contexto de industrialização difusa, atenderei sobretudo às comparações com o mundo camponês, ao nível de continuidades e mudanças com o mundo operário.

In this paper, I try to understand how fixation and geographic mobility, as well as specialization and professional adaptability, are articulated as ways to "improve life" in the surroundings of an old textile factory in the municipality of Guimarães. Given the complexity of the family and labourrelations that emerge here, I aim at questioning how the strategies adopted in their professional and
migratory trajectories accompany the diversity of family and class situations at the local level. Considering that this is a context of diffuse industrialization, I will attend especially to the comparisons with the peasantry, in terms of continuities and changes with the working-class world.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)273-289
Number of pages17
JournalTAE - Trabalhos de Antropologia e Etnologia
Issue number60
Publication statusPublished - 2020

Keywords

  • Migrações
  • Indústria
  • Classes sociais
  • Migrations
  • Industry
  • Social classes

Cite this