O trabalho como palco do sofrimento

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

Abstract

De certo modo podemos afirmar que o sofrimento no trabalho está democratizado, tendo em conta que pode afetar todos os trabalhadores, em qualquer nível hierárquico. As organizações aparentam ter inúmeras preocupações com a sua imagem para o exterior, mas raramente revelam a mesma atitude para com os seus profissionais. Metaforicamente, as empresas parecem aqueles presentes baratos com embalagens conspícuas, ou seja, são apenas “laminagens a ouro”. O universo laboral quotidiano está a produzir novas e velhas formas de sofrimento, o qual é preciso saber identificar e analisar. É esse o objetivo principal deste artigo. Todavia, é pertinente sublinhar que o teatro laboral não oferece apenas este lado negativo. Há aspetos positivos no mundo do trabalho. Por isso, sustentámos a nossa reflexão numa abordagem que retrata as consequências do trabalho na saúde mental dos trabalhadores, a partir do prazer que suscita ou do sofrimento que produz. Esta disciplina é a psicodinâmica do trabalho, cujo principal mentor é Christophe Dejours.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)81-95
Number of pages6
JournalInternational Journal on Work Condition
Issue number15
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • trabalho
  • sofrimento
  • psicodinâmica do trabalho

Cite this