«O soldado», «Bernal Francês» e «A aparição»: a contaminação de romances como «Juego de la creación poética colectiva»

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

29 Downloads (Pure)

Abstract

Num dos seus estudos sobre a variabilidade textual dos romances tradicionais, Diego Catalán designou por várias vezes o processo que a gera um “juego de la creación poética colectiva” (1997).
Ora, consistindo a contaminação de romances num dos fenómenos de variação – provavelmente o mais complexo deles, como mostrou Flor Salazar (1989) –, a análise agora proposta incide sobre este processo de migração intertextual de unidades de significação (que explica a presença interactiva de conjuntos de versos de um romance em versões de outro) como uma manifestação do “juego” a que se referiu o erudito espanhol. Para o efeito, considera algumas versões de romances da tradição portuguesa em que esta presença se verifica, analisando o processo de engaste, a lógica que o determinou e a respectiva funcionalidade, para reflectir finalmente sobre o procedimento como uma estratégia de recriação poética tradicional.
Original languagePortuguese
Title of host publicationO jogo do mundo
Subtitle of host publicationEnsaios sobre o imaginário lúdico
EditorsMargarida Alpalhão, Carlos Carreto, Isabel Dias
PublisherIELT
Pages415-432
Number of pages17
ISBN (Electronic)978-989-99761-8-4
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Romanceiro
  • Tradição moderna portuguesa
  • Variação
  • Contaminação

Cite this