O Real Seminário da Patriarcal de Lisboa e o estilo galante na música sacra luso-brasileira: métodos pedagógicos e práticas de composição

Research output: Contribution to conferenceAbstract

3 Downloads (Pure)

Abstract

Ao longo do século XVIII, a música sacra luso-brasileira caracterizou-se por uma
considerável variedade de estilos e técnicas de composição –desde a herança do stile antico (ou “learned style”) à progressiva incorporação de tendências galantes– que tanto podiam coexistir numa mesma obra, como modelar peças musicais distintas tendo em conta o carácter do contexto festivo ou funcionalidade litúrgica e cerimonial. Para a recepção do estilo galante no âmbito da música sacra contribuíram não só a circulação de músicos e repertórios e as contaminações provenientes de outros domínios (como a
ópera, a música instrumental ou a música de salão), mas também as práticas
pedagógicas do Real Seminário de Música da Patriarcal de Lisboa. Esta escola
especializada em música sacra, criada por D. João V em 1713, foi a porta de entrada de partituras e de métodos de ensino provenientes dos conservatórios napolitanos e de outros círculos musicais italianos e europeus e um centro de transformação e difusão desse legado. Partindo de uma selecção de materiais que pertenceram a esta instituição e se encontram actualmente na Biblioteca Nacional de Portugal (sobretudo solfeggi e partimenti e peças de diferentes géneros de música litúrgica) e de outras partituras de música religiosa compostas por alunos e mestres, procura-se com este estudo avaliar o papel do Seminário da Patriarcal na assimilação de práticas de composição e métodos
pedagógicos associados ao estilo galante. Será especialmente tido em conta o contributo de compositores italianos activos em Lisboa que deixaram fortes marcas na vida musical portuguesa, como é o caso de Giovanni Giorgi e David Perez; de compositores portugueses que estudaram nos conservatórios napolitanos e depois se tornaram mestres do Seminário da Patriarcal, como João de Sousa Carvalho e Jerónimo Francisco de Lima; e de compositores que, tendo sido discípulos dos anteriores, exerceram igualmente uma valiosa acção pedagógica e criativa, como sucede por exemplo com António Leal Moreira, José Joaquim dos Santos ou Marcos Portugal, entre outros. Obras destes e doutros compositores circularam também no Brasil, alguns músicos nascidos na colónia estudaram em Lisboa e outros atravessaram o Atlântico para exercer cargos profissionais, ainda antes da transferência da corte para o Rio de Janeiro em 1807. Este intercâmbio permite estabelecer também uma ponte atlântica em torno desta problemática de investigação.
Original languagePortuguese
Pages22
Number of pages1
Publication statusPublished - 5 Dec 2019
EventIgnacio Jerusalem 250: músicas galantes entre Italia, la Península Ibérica y el Nuevo Mundo - Universidad Internacional de Andalucía, Baeza, Spain
Duration: 4 Dec 20195 Dec 2019
https://festivalubedaybaeza.com/actividades-academicas-congreso-internacional-ignacio-jerusalem-250/

Conference

ConferenceIgnacio Jerusalem 250
CountrySpain
CityBaeza
Period4/12/195/12/19
Internet address

Cite this