O papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique

Research output: Contribution to journalArticle

1 Downloads (Pure)

Abstract

Vários autores têm procurado analisar o papel de atores religiosos nos processos de democratização. Este artigo visa analisar o papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique, dois países africanos com vários traços históricos semelhantes, mas nos quais o papel da Igreja teve diferentes graus de proe- minência. Três fatores ajudam a explicar essa diferença: 1) autonomia financeira da Igreja face ao Estado; 2) cooperação inter-religiosa; 3) dimensão geopolítica da guerra civil. Esta investigação revela ainda que a Igreja, guiada pela doutrina católica pró-democrática, com elevada permeação social e com a presença de redes den-sas em todo o território, conseguiu assumir-se como o principal ator religioso em ambos os países, privilegiando sempre a paz na sua ação.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)43-63
Number of pages20
JournalR:I / Relações Internacionais
Volume59
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Igreja Católica
  • Angola
  • Moçambique
  • Democratização
  • Pós-guerra

Cite this

@article{f61d4d40cb5e49fa896549de0fa545ec,
title = "O papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique",
abstract = "Vários autores têm procurado analisar o papel de atores religiosos nos processos de democratização. Este artigo visa analisar o papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique, dois países africanos com vários traços históricos semelhantes, mas nos quais o papel da Igreja teve diferentes graus de proe- minência. Três fatores ajudam a explicar essa diferença: 1) autonomia financeira da Igreja face ao Estado; 2) cooperação inter-religiosa; 3) dimensão geopolítica da guerra civil. Esta investigação revela ainda que a Igreja, guiada pela doutrina católica pró-democrática, com elevada permeação social e com a presença de redes den-sas em todo o território, conseguiu assumir-se como o principal ator religioso em ambos os países, privilegiando sempre a paz na sua ação.",
keywords = "Igreja Cat{\'o}lica, Angola, Mo{\cc}ambique, Democratiza{\cc}{\~a}o, P{\'o}s-guerra",
author = "{Meyer Resende}, Madalena",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147295/PT# UID/CPO/04627/2013",
year = "2018",
language = "Portuguese",
volume = "59",
pages = "43--63",
journal = "R:I / Rela{\cc}{\~o}es Internacionais",
issn = "1645-9199",
publisher = "Universidade Nova de Lisboa, Instituto Portugu{\^e}s de Rela{\cc}{\~o}es Internacionais",

}

TY - JOUR

T1 - O papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique

AU - Meyer Resende, Madalena

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147295/PT# UID/CPO/04627/2013

PY - 2018

Y1 - 2018

N2 - Vários autores têm procurado analisar o papel de atores religiosos nos processos de democratização. Este artigo visa analisar o papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique, dois países africanos com vários traços históricos semelhantes, mas nos quais o papel da Igreja teve diferentes graus de proe- minência. Três fatores ajudam a explicar essa diferença: 1) autonomia financeira da Igreja face ao Estado; 2) cooperação inter-religiosa; 3) dimensão geopolítica da guerra civil. Esta investigação revela ainda que a Igreja, guiada pela doutrina católica pró-democrática, com elevada permeação social e com a presença de redes den-sas em todo o território, conseguiu assumir-se como o principal ator religioso em ambos os países, privilegiando sempre a paz na sua ação.

AB - Vários autores têm procurado analisar o papel de atores religiosos nos processos de democratização. Este artigo visa analisar o papel da Igreja Católica na democratização pós-guerra em Angola e Moçambique, dois países africanos com vários traços históricos semelhantes, mas nos quais o papel da Igreja teve diferentes graus de proe- minência. Três fatores ajudam a explicar essa diferença: 1) autonomia financeira da Igreja face ao Estado; 2) cooperação inter-religiosa; 3) dimensão geopolítica da guerra civil. Esta investigação revela ainda que a Igreja, guiada pela doutrina católica pró-democrática, com elevada permeação social e com a presença de redes den-sas em todo o território, conseguiu assumir-se como o principal ator religioso em ambos os países, privilegiando sempre a paz na sua ação.

KW - Igreja Católica

KW - Angola

KW - Moçambique

KW - Democratização

KW - Pós-guerra

M3 - Article

VL - 59

SP - 43

EP - 63

JO - R:I / Relações Internacionais

JF - R:I / Relações Internacionais

SN - 1645-9199

ER -