O Outro Civilizacional: o Japão do século XVI visto pelos olhos de um jesuíta português

Research output: Contribution to journalArticle

9 Downloads (Pure)

Abstract

No século XVI, a Europa começou a conhecer um Japão, longínquo e exótico, através da epistolografia jesuíta, sobretudo da autoria de Luís Fróis, que levou para este território a cultura de uma nova Europa, a Europa do Renascimento e da Reforma Católica, possibilitando um intercâmbio cultural de dimensões extraordinárias.

Foi através dos olhos dos jesuítas que a Europa se rendeu às potencialidades de um território que nascia agora para a modernidade e que acolheu afavelmente o estrangeiro, portador de uma outra cultura e de um outro pensamento, esbatendo-se fronteiras sobretudo mentais.
As diversas realidades nipónicas foram destacadas por Fróis numa grandiosa edição da correspondência enviada para a Europa durante a segunda metade do século XVI, intitulada Cartas de Évora.
O olhar de Fróis sobre o Outro civilizacional é o olhar de um europeu, de um religioso, mas sobretudo de um homem que vê, descreve e interpreta, sempre condicionado, um Outro homem.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)279-299
Number of pages21
JournalRevista de História das Ideias
Volume35
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Japão
  • Mentalidades
  • Jesuítas
  • Fronteiras
  • Cultura

Cite this