O «Melhoramento Humano» e a Discussão sobre os Limites do Fazer

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

Abstract

O texto aborda a questão do melhoramento humano e da sua singularidade. Começa por considerar a dificuldade em fixar com precisão o sentido do termo, imprecisão que em boa parte explica as inúmeras controvérsias em torno deste tema que existem na atualidade. De seguida, aborda algumas das principais razões que justificam as diversas e incompatíveis apreciações éticas que recaem sobre o projeto de «melhoramento humano». A comparação entre os critérios de excelência com que se julgam habitualmente os objetos técnicos e até os organismos vivos, conduzem-nos, por fim, a sustentar que o ‘melhoramento humano’ pode ver-se como um limite do fazer.

The text addresses the issue of human enhancement and its uniqueness. It begins by considering the difficulty in accurately fixing the meaning of the term, imprecision which in large part explains the numerous controversies around this subject that exist today. Secondly, it addresses some of the main reasons
for the various and incompatible ethical judgments on «human enhancement» project. Finally, the comparison between the criteria of excellence with which technical objects and even living organisms are usually judged leads us to consider that human enhancement should be seen as a limit of making.
Original languagePortuguese
Title of host publicationModos de fazer
EditorsVítor Oliveira Jorge
Place of PublicationPorto
PublisherCITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória»
Pages571-581
Number of pages11
ISBN (Print)978-989-8970-23-7
Publication statusPublished - 2020

Keywords

  • Ética
  • Manipulação
  • Melhoramento humano
  • Técnica
  • Ethics
  • Human enhancement
  • Manipulation
  • Technique

Cite this