O intelectual e o povo: media, imprensa e território de Trás-os-Montes depois da Revolução

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

Abstract

Ao longo da história do cinema português, temos assistido a um interesse analítico por comunidades fechadas que se situam fora do perímetro urbano das cidades. Porém, desde Leitão de Barros e a sua descoberta da Nazaré, no início do século passado, até António Reis e Margarida Cordeiro, em Trás-os-Montes, algo mudou nas representações do território e seus usos. Uma contextualização histórica e cultural da situação em que viviam os habitantes deste território pode ajudar a entender melhor a passagem do “folclore” à “memória”. O percurso peculiar do filme Trás-os-Montes (1976), de António Reis e Margarida Cordeiro, passa por uma materialização da poesia em imagens, através do território de algumas aldeias e dos seus trajes e costumes. Esta etnoficção é aqui analisada a partir de alguns artigos da imprensa da época por ocasião da estreia do filme. Através do conceito de “censura preventiva da comunidade” (Jakobson), pretendemos analisar a relação, criada pelo filme em Trás-os-Montes, entre o intelectual e o povo.

Throughout the history of Portuguese cinema there has been an analytic
interest for closed communities outside the cities’ urban perimeter. However, from Leitão de Barros and his discovery of Nazaré, in the beginning of the last century, to António Reis and Margarida Cordeiro, in Trás-os-Montes, something changed in the representations of the territory and its uses.
A historical and cultural contextualisation of the situation of the population who lived in that territory can help to better understand the passage from “folklore” to “memory”.
The peculiar path of the film Trás-os-Montes (1976), by Reis and Cordeiro, shows the materialisation of poetry into images using the territory of the villages, their uses and costumes. This ethnofiction will consider the articles written at the time of the film’s premiere.
Using the concept of Community preventive censure (Jakobson), this article aims to analyse the relation, created by the film in Trás-os-Montes, between the intellectual and the people.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)38-48
Number of pages11
JournalCinema & Território
Issue number5
DOIs
Publication statusPublished - 2020

Keywords

  • cultura e periferia
  • representação do território
  • estética dos materiais
  • folclore
  • representation of the territory
  • aesthetics of materials
  • folklore
  • culture and periphery

Cite this