O imperador Maximiliano I, a alta finança alemã e os Descobrimentos Portugueses

Research output: Book/ReportBookpeer-review

Abstract

Em 2019 celebra-se o V Centenário da morte do imperador Maximiliano I (1459-1519), filho do imperador Frederico III da Casa de Habsburgo e de D. Leonor da Casa de Avis. Não obstante as suas raízes portuguesas, a historiografia lusófona não concedeu muita atenção às relações de Maximiliano com Portugal. O imperador estabeleceu laços estreitos e amigáveis com os seus primos direitos, D. João II e D. Manuel I, que conduziram Portugal ao apogeu da sua História na denominada Era da Expansão Europeia. Tal como estes, Maximiliano foi um autêntico Príncipe do Renascimento, fascinado pelos Descobrimentos Portugueses. Revelou-se, segundo resultados mais recentes da investigação histórica, um monarca mais visionário e moderno do que Carlos V, seu neto e sucessor.
Original languagePortuguese
Place of PublicationBerlin
PublisherPeter Lang
Number of pages160
ISBN (Electronic)978-3-631-79355-8 (E-PDF), 978-3-631-79356-5 (EPUB)
ISBN (Print)978-3-631-79036-6
DOIs
Publication statusPublished - 2019

Publication series

NamePassagem
Volume13

Cite this